27 maio 2015


Sofrer, navegar e ouvir música é preciso!



Olá queridos! Sabem aquela frase clichêzona “O que seriam dos momentos felizes se não soubéssemos o que é a tristeza?”. Além de se tratar de uma verdade incontestável, essa frase também me inspirou para criar a playlist dessa semana. E eu prometo que não vou deprimir ninguém ta? Podem ouvir tudinho sem medo porque meu único objetivo é mostrar pra vocês que a atual e famosa sofrência do mocinho Pablo, na verdade sempre esteve presente em nossas vidas só que ritmos diferentes do arrocha, mas com músicas sensacionais. Além disso, vou mostrar algumas boas novidades desse estilo que tenho certeza que vocês vão curtir! #PartiuSofrência.


Você sofre desde criança e nem sabia!

O que dizer dessa eterna dupla que cantamos todas as músicas do início ao fim e amamos pakas e eternamente? Até porque só não cai o meu amor pois não tem jeito não, é imortal...



Você também sofreu super na sua fase rock!

Vai me dizer que não tem tudo a ver a sofrência com a fase emo/rock que muita gente (admita colega) viveu? E não é somente os emos não ta? Aerosmith sofre horrores também e eu provo isso tudo nos dois vídeos abaixo.




Você sofreu até na micareta!

Eu sei que essa música originalmente é do grande rei Roberto Carlos e que muitos artistas já a regravaram. Mas, não adianta, eu só consigo ouvir essa letra acompanhada da famosa e deliciosa guitarrinha do Bel Marques que faz a a gente fechar os olhos pra não ver passar o tempo.



Você sofre desde a época do sertanejo de raiz!

Eu sei que meus amados Bruninho e Davi são da fase mais atual do sertanejo, mas, esse pout-purri é simplesmente sensacional e comprova exatamente como que a sofrência vem se propagando desde as antigas se propagando até hoje.



                   Você já vem sofrendo e se identificando com a Taylor Swift há muito tempo!

A Taylor já teve uma fase bem mais country no início de sua carreira até chegar no som mais pop que ela faz hoje em dia. Mas uma coisa é fato, ela sempre sofreu e a gente sempre se encontrou nas letras dessa simpatia.


Ps: Esse é o momento do post em que você percebe que se até divas como Taylor, Beyoncé, Kelly Clarkson, Fergie, Rihanna, Adele e Lana delRey já sofreram demais (demais mesmo gente da até dó) da conta, porque eu não posso também né? #quemnunca


Você vai continuar sofrendo porque as músicas serão sempre ótimas!

Vaaaaai, vai continuar sim porque isso é inevitável não somente pela frase que coloquei no início do post mas também, porque esse estilo sempre existiu dentro de outros gêneros como você pode perceber. Mas quer saber, quer companhia melhor para estes momentos da vida do que a música? E é por isso que eu fico por aqui mas vou deixar vocês com três indicações que eu amo de paixão. Duas são novidades quentinhas e a de Jorge e Mateus é mais antiga, mas poucas pessoas conhecem (e é sem dúvida uma das melhores deles), e eu precisava de qualquer jeito deixar a minha homenagem a esses reis da arte de fazerem letras sensacionais que completam essa semana, 10 anos de carreira!












20 maio 2015


Samba e Pagode quebrando preconceitos e aumentando o remelexo


Que eu gosto de propagar pra vocês coisas diferentes acho que vocês já perceberam né? Mas hoje senti a necessidade de ir ainda mais além. Vou quebrar preconceitos. Sabe aquela frase que nossa mãe sempre fala quando somos pequenos (ou não rs): "Como você fala que não gosta de brócolis se nunca experimentou?". Pois é, ela sempre esteve certa e essa ideia se aplica a música e sobretudo sobre a playlist de hoje que vai ser sobre samba e pagode. Pra quem já ama, eu garanto mais amor ainda pelo mesmo e pra quem torce o nariz, é hoje que faremos uma plástica nisso aí mostrando as mais variadas vertentes que estes ritmos podem assumir. 


O Samba estilo brasileiro de ser

Esse samba é para aqueles dias em que tudo parece estar perdido, aí você escuta uma letra que te faz lembrar que brasileiro que é brasileiro tem samba no pé e fé no coração e na cabeça. 



O Samba rock do Sambô

Eu sei que existem outras classificações para "Samba Rock", mas hoje quero focar no sentido literal mesmo da expressão e te mostrar que o samba é tão legal que se adapta a qualquer outro ritmo. 



O Samba de raiz que é eterno 

Arrisco dizer que o samba de raiz é a vertente que mais agrada aos públicos porque tem aquele ritmozinho que vai entrando pelos ouvidos e chegando até os dedos das mãos e dos pés que são tomados por uma força involuntária que te faz ao menos tamborilar em qualquer superfície próxima. Inclusive deve ser por isso que nunca deixam o samba morrer a partir de releituras sensacionais como essa que o Jeito Moleque e a Negra Li fizeram em homenagem ao Cartola. 


Jeito Moleque este que é um dos precursores do gênero do pagode universitário, aquele que toca direto nas festinhas de faculdade e a gente ama, canta tudo incluindo a parte do "Eu ficooooooo" quando o  vocalista Bruno Diegues pergunta "Por que você não fica comigo?". 



O Sambinha malandro

Meus dois preferidos, nesse caso, são a Mart'nalia, que tem no DNA o samba herdado do também sensacional Martinho da Vila, e o Diogo Nogueira que da uma pitada de charme e romance inigualáveis. 





O Samba/pagode que nunca foram uma cilada

Sempre foi amor e vocês sabem disso porque até hoje quando começa a tocar em qualquer lugar uma música do Molejo ou do Raça Negra vem um sentimento do fundo do peito que mistura nostalgia com uma vontade louca de cantar e aí você canta demais e se sente completo na vida novamente. 






O Pagode eterno e amado do Exalta

Esse grupo é uma verdadeira lenda mítica do pagode. É impressionante a quantidade de pessoas que idolatram e morrem de saudades até hoje da energia única que esses caras passavam no show. O nível de fanzice é tão grande que é completamente normal ouvir pessoas dos mais diferentes tipos e gêneros falarem: "Já fui em mais de 10 show do Exalta". Aliás é tão bom que indico escutarem logo o DVD inteiro! #Valeu



O pagodinho diferente diferente do Sorriso e Turma do Pagode

São dois grupos que tem músicas românticas (Inclusive deixo registrado aqui meu amor por "Vai e Chora" do Sorriso Maroto) mas, o que destaca mesmo são uma letras mais, digamos, ousadas. E eles se dão tão bem com o estilo, que até fizeram uma música juntos olha que top!



O pagode da nova geração

Como eu gosto de fazer em minhas playlists, vou ficando por aqui deixando vocês com as minhas grandes apostas e indicações do gênero. Espero que gostem e que a uma altura dessa da playlist, já tenham se jogado e dançado demais!




15 maio 2015


Amor em banho maria


Não adianta insistir, algumas coisas foram feitas para não darem certas. Depois de muito tempo eu comecei a levar muito a sério o ditado "Quando um não quer, dois não brigam", porque sinceramente? Essa é a maior verdade da vida, e também, essa seja a mais doída verdade da vida.

Eu não fui feita para viver de metades, se tem uma coisa que não me agrada é o mais ou menos. Comigo é tudo no limite, ou você me ama, ou você não me ama. Aqui é sim ou não, vai ou racha, soma ou some. Não gosto de banho maria, não sei lidar com relações mais ou menos. Porque pra mim, o amor é uma coisa muito séria, muito grande, muito forte, muito extrema.

Amor é pra quem sabe ser inteiro, é pra quem se arrisca, pra quem não tem medo de pular do precipicio sem saber onde vai cair. Amor é para os fortes, é para quem não sabe viver de metades. Aquele papo de "cada um tem o amor que acha que merece" é válvula de escape pra gente que não sabe lutar pelo que quer, porque ninguém merece menos do que alguém que seja capaz de nos amar por inteiro, dos pés a cabeça, nas nossas qualidades e nos nossos defeitos, nos dias ruins e nos dias bons. 

É disso que o amor se trata, estar presente por inteiro até quando a coisa aperta. Amor é nada menos do que se doar.

O que eu quero dizer meu caro, é que não adianta amar sozinho. Amar tem que ser recíproco, porque ninguém vive de metades, muito menos o amor. Portanto, saia do banho maria. Está na hora de escolher alguém que saiba o que quer, que também goste de ser extremo, oito ou oitenta, porque quem vive em cima do muro, geralmente vive com medo de descer. E como eu já disse antes, ninguém vive de metades, muito menos o amor.

14 maio 2015


Festival Brasil Sertanejo


Se tem uma coisa que sempre vou fazer aqui em meus posts é mandar a real pra vocês, no secrets at all. E por isso, meu já conhecido "convite do dia" vai ser para que você fique por dentro de tudo que aconteceu no Festival Brasil Sertanejo, realizado em Belo Horizonte no dia 9 de maio de 2015. Mas quando eu digo tudo é tudo mesmo incluindo perceber todos os desafios que nós jornalistas encaramos na cobertura, como por exemplo, ter a destreza de conseguir realizar uma entrevista de maneira dinâmica, interativa e divertida tanto pra mim, quanto para o entrevistado. E para completar, muitas vezes, pode ser que tenhamos que conseguir tudo isso em uma entrevista coletiva, é aquele famoso "estilo CQC" em que o repórter faz tudo ao mesmo tempo, entrevista, filma, controla o tempo e consegue a resposta cumprindo com todos os requisitos acima. Ok, fim da aula teórica de jornalismo, acho que já posso levar vocês pra mais essa cobertura que foi incrível e agora meus amigos, vocês vão entender o que eu estou falando na prática! #partiu

Vou começar mostrando pra vocês as entrevistas que fiz com todos os artistas que são meus conterrâneos, ou seja, mineirinhos com muito pão de queijo na veia! 


Geminix Oficial

Vocês se lembram do meu post sobre os projetos de música eletrônica no "Circuito Super Praia". Pois é, no Festival Brasil Sertanejo eu pude conhecer o projeto do Hugo Soares que se chama "Geminix" e a ideia é tão legal quanto a dos caras que mostrei pra vocês e ainda tem um super plus porque o Hugo comanda o show tocando bateria e acompanhando a música eletrônica. Confiram minha entrevista com ele para vocês entenderem ainda mais sobre esse estilo que está bombando!



Victor e Fabiano 

Continuando com os mineiros, eu bati um papo super legal com essa dupla que aposta bastante no sertanejo mais romântico e além de tudo, contaram que estão com muitas novidades planejadas, incluindo parceria com Fernando e Sorocaba. Olha só!




João Victor e Greg

Mais uma dupla daqui de Belo Horizonte que está arrasando e fazendo um som bem original que promete muito sucesso! Também conversei com eles sobre os costumes de Minas Gerais que estão presentes no trabalho que eles realizam. Vem falar uai com a gente nessa entrevista!




Henrique e Juliano 

Começando agora o pessoal de fora de Minas Gerais, sabe a ideia dos bons sonhadores que já falei para vocês? Pois é, essa dupla é mais uma prova disso! É encantador conhecer artistas que ganham o país inteiro sem nunca perder a humildade do início e amor pelo que fazem! Donos de uma simpatia sem igual, os "Gordinhos Salientes" mais amados do Brasil conversaram comigo sobre os hobbies que eles possuem (Henrique curte manobras de carro estilo Draft e o Juliano é piloto de helicóptero e outros meios) e eu perguntei como tudo isso influencia no trabalho que eles fazem. Quer saber a resposta? Corre pro vídeo então gente linda!




Henrique e Diego 

Eles são os donos de um dos maiores hits desse ano e também de um carisma que da vontade que ficar conversando por horas e horas infinitas. Em minha entrevista, tive que contar exatamente o vício que tenho pela música "Suíte 14" (para os curiosos, a dupla nos contou que a suíte existe sim e fica em Campo Grande - MS uuuiii) e perguntei um pouquinho sobre o processo de produção da mesma. Duvido que depois de ver o vídeo, você não vai colocar pra ouvir a música haha



Jads e Jadson

Encerrando esse festival maravilho, participei de uma entrevista coletiva com essa dupla que tem o jeitão sertanejo mais legal dos últimos tempos! E eu curiosa como sempre perguntei sobre as letras das músicas que eles fazem, olha só!

As músicas de vocês apresentam histórias muitas interessantes de serem escutadas. Tudo isso que vocês falam nas músicas, aconteceu com vocês ou com amigos e conhecidos? 

JJ - "É uma mistura do que você falou, algumas coisas aconteceram com a gente mas, a maioria é o que a gente já ouviu por aí no decorrer da nossa carreira. E nós sempre nos preocupamos com isso, ter uma história pra contar, um conteúdo na letra, isso é o mais importante". 


E assim foi mais um Festival regado a muita música, shows sensacionais, uma baita galera animada que não parou de dançar e cantar do início ao fim e eu aprendendo muito e compartilhando tudo com vocês no meu jeitinho "bagunçada musical" que da o sangue, o cérebro e o jogo de cintura para conseguir entrevistas lindonas sempre! É amor demais né? 

12 maio 2015


Ontem eu dancei sem você


Ontem eu dancei sem você. Depois de tanto tempo, depois de tantas idas e vindas, de tantos medos guardados para que ninguém soubesse de minhas fraquezas, depois de tantos "fica vai, por favor" entalados na garganta, ontem eu finalmente dancei sem você.

Eu achei que seria difícil, achei que o meus passos não seriam mais tão bonitos se não tivessem acompanhados, acreditei fielmente que eu só sabia dançar com você me segurando pela cintura e me puxando pra mais perto. Eu juro que dancei sem você. Dancei e meus passos foram livres, eu não segui a coreografia, eu nem sabia mais como era dançar.

Desci do salto e fui pra pista, que ironia não? Você usando a pista como um estado civil e eu usando ela para dançar. Fui pra pista e to na pista, hoje eu sou mais minha, meus passos são mais meus. Ganhei o brilho de volta, desci até o chão, perdi a linha e me encontrei.

Ontem eu dancei sem você. Dancei e senti que independente de todos os passos combinados que a gente dava antes, a minha dança é bem melhor sozinha. Dancei e enquanto a música entrava por meus ouvidos eu coloquei pra fora todos os medos reprimidos, deixei nítida que a minha fraqueza era parecer fraca e enquanto dançava a nossa música favorita, percebi que todos os meus "fica vai, por favor" ficaram muito melhores entalados na garganta.

Ontem eu dancei sem você e pela primeira vez em tempos, percebi que finalmente eu vivi sem você. Veja bem, não estou dizendo que eu não estava vivendo antes. O que quero dizer é que eu to na pista, literalmente. E escolhi permanecer nela até alguém me tirar pra dançar.

11 maio 2015


Lojas para comprar pela internet

O Brasil definitivamente não é o lugar no mundo mais barato para fazer compras. Isso explica o motivo de que, quando os brasileiros vão fazer uma viagem para o exterior, voltam com as malas lotadas de roupas, calçados, acessórios, etc. Também é uma das causas pelas quais os sites gringos de compras estão tão em alta por aqui.

Os famosos Aliexpress e Ebay são sites que, geralmente, vendem produtos muito baratos, no entanto, por isso mesmo, a qualidade dos materiais pode deixar a desejar. Mas, devido ao baixo preço, a compra mesmo assim pode valer a pena!

Algumas outras marcas também vendem roupas online, com preços abaixo do mercado e opções lindas e diferentes do que encontramos por aqui. Então, listei algumas dessas lojas e separei exemplos de peças que são vendidas nelas.













Vale lembrar que, principalmente no Ali e no Ebay, alguns vendedores não são confiáveis. Portanto, pesquise antes de realizar a compra se eles realmente enviam as mercadorias corretamente. Vai aí um tutorial de como comprar online. 

Me contem, meninas! Vocês costumam comprar online? Aonde preferem? Já tiveram problemas? Quais dicas vocês recomendam?

Beijos :)