O cruzeiro

08 abril 2010

(...) Na realidade o que eu mais desejava era ele, mas eu não queria assumir isso, nem pra mim, nem pra ninguém. Até que em uma tentativa fracassada de me beijar ele percebeu que não ia ser tão dificil assim ficar comigo. É, eu sou muito burra, demosntrei meus sentimentos e isso não foi bom, agora ele poderia muito bem torná-los em um brinquedinho. Bom para ajudar apareceu uma tal viagem, e é claro que todos iam, até ele, e é mais claro ainda que eu não perdiria essa viagem por NADA. Sim, chegou o dia da viagem, meus nervos estavam á flor da pele, e para ajudar ele ficou a viagem inteira sentado com uma menina, a única coisa que eu fazia era olhar para ver se ia acontecer algo que eu não queria pensar que poderia acontecer. rs. Certo, chegamos no lugar mágico, tudo era perfeito lá, até o cheiro de peixe ;x hahahaha, é que lá era um "cruzeiro" HEUIHEUI ;x mas enfim, eu juro que eu resisti até o último momento mas não deu, era o que eu desejava e normalmente eu não controlo meus desejos, não meeeeeeeesmo.
Bom, como eu disse tudo estava ajudando, pense em um por do sol maravilhoso, pensou? o daquele dia estava mil vezes mais bonito, e ficou mais lindo ainda com ele do meu lado. Sim eu realmente estava apaixonada. Bom, chegou a noite, a lua nunca esteve tão próxmia de mim, vai ver é porque ele me fez voar, o mais alto que eu já voei, e naquele momento meu medo não era cair, e sim, ficar sem ele. E no fundo eu sabia que quando aquela viagem acabasse, era isso que iria acontecer. Mas, naquele momento ele estava comigo e nada mais podia tirar esse momento da minha cabeça. Pronto, chegou o fim da viagem, nossos últimos minutos juntos foi dentro de om ônibus. A volta foi meio tensa, a gente não falava nada, só ficávamos abraçados, aproveitando aquele momento até que nós chegamos ao fim da viagem. Pronto, cada um iria voltar para a sua casa agora, e só iriamos nos ver depois de uma semana, quando a gente fosse para a escola. (...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desejos de Menina: O cruzeiro © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!