A surpresa

28 abril 2010

Setembro de algum ano que eu não me lembro. Tudo começou quando eu estava passeando pelas ruas de São Paulo e avistei um menino lindo sentado em um banco me observando, bom, se isso não tivesse me feito tropeçar e quase cair seria um fato legal. Olhei para trás tentando disfarçar minha cara sem graça e vi um sorrisinho eu seu rosto, tá, não vou negar, o sorriso era lindo, mas tudo nele era lindo, não dava para prestar atenção no sorriso sem prestar atenção no rosto todo. Mas, continuei pelo meu passeio, alguns dias se passaram e voltei para minha cidade, Rio de Janeiro, nada como respirar o ar de uma cidade litoranêa, minha cidade como sempre linda, e eu como sempre chegando no último dia para fazer a matricula para a escola. Era meu último ano no colégio, e para falar a verdade não estava me importando muito, cheguei na escola com minha mãe que logo soltou o sermão:
- Você tem que se dedicar esse ano, é o último, depois desse você vai fazer faculdade, morar sozinha...
Pois não? Uma voz finalmente atrapalhou o sermão.
- Oi, vim matricular minha filha Duda no terceiro ano do ensino médio.
- Ah sim, vamos fazer a matricula.
Tá, eu já era aluna, podia muito bem simplismente só mudar a sala na ficha e pronto, mas não, tudo de novo. Nome, telefone e blábláblá.
Olhei no relógio era 9:30 e minha fome já estava me deixando nervosa. Finalmente minha mãe saiu daquela cadeira.
- Pronto filha, está matriculada, as aulas começam amanhã as 7:00.
Pronto, tudo que eu precisava era ficar sabendo que no dia seguinte eu teria que enfrentar todos aquelas pessoas perguntando como foram as férias. O dia passou rápido, fui para a praia surfei um pouco, peguei um solzinho e voltei para a casa.
Chegando lá minha mãe estava pronta para sair, olhei para ela e perguntei:
- Onde você vai mãe?
Ela ri e responde:
- Comprar o seu material oras.
Dou um suspiro e digo que tudo bem, deixa ela curtir esse momento vai.
Subi para meu quarto, liguei o som, e fui para o banho. Pronto, ao sair era outra pessoa, estava limpa e sem areia nos cabelos.
Peguei no sono e só fui acordar no dia seguinte e por sinal, atrasada, 6:50 e eu estva levantando da cama. Corri para o banheiro, escovei os dentes, passei um rímel e um gloss vesti uma calça jeans surrada e uma blusinha branca e sai correndo.
Ao chegar na escola tive uma surpresa (...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desejos de Menina: A surpresa © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!