E o velho inquilino...

30 maio 2010

E ele chegou,não pediu licença,nem mesmo avisou que estava chegando.Ele estacionou-se e agora não sai dessa parada.
E o pior é que ele possui vontade própria,não permite opiniões nem mesmo citações.E quando eu tento falar somente algumas palavras ele finge que não escuta,eu tento gritar,ai ele finge que foi embora ,me deixa pensar que agora eu estou livre,mas é pura mentira quando mesmo espero ,lá vem com os sintomas da pura "doença" que é o #amor.
Ah inquilino chato,ele não paga conta,só da despesa e nós donas dos aposentos que de vez em quando ficam totalmente acabados sempre estamos tratando eles bem,mas o certo inquilino é um portador de ausaimer se esquece muito fácil de tudo,só não esquece geralmente de quem ele ama,na verdade de quem ele nos faz amar.O pior é quando o alvo do amor finge que não existe aposentos vagos nos nossos hotéis e decide procurar um hotel qualquer ai sim,está tudo acabado.O nosso hotel vai a falência,mas o inquilino certo [o amor] faz o favor de nunca desistir e não sai da nossa parada.
Mas nós fortes donas, estamos sempre fortes, e lutamos por si só uma ajudando a outra,sempre varrendo o chão ,empurrando pra fora todas as sujeiras que nos fica, e ai por algum momento ficamos livres,felizes.Mas de repente lá vem aquele carro estacionando naquela parada de novo,mas o bom mesmo é quando o alvo dele é certeiro,ai ele fica feliz,o alvo fica feliz e nos donas ficamos mais feliz ainda.
Agora já não teremos mais somente um inquilo e sim dois.Pena que nem sempre o nosso hotel está com os quartos lotados,ás vezes temos quartos vazio, não por conta própria, e sim porque "eles" não enxergam os nossos quartos vazios.
Mas não vale se estressar nem gritar já que o velho inquilo ,chato e prepotente nunca nos escuta o que vale é criar uma relação amigável porque às vezes ele vira um bom pagador.

Rabiscado por:. @amandasouzza


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desejos de Menina: E o velho inquilino... © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!