Aquilo que chamamos de amor - Capitulo VIII

12 novembro 2010

Na verdade eu sabia, Brenno estava atrás de mim, corri até ele, ele me abraçou com força, ele era exatamente como eu tinha imaginado, moreno, um pouco mais alto que eu e um sorriso perfeito. Eu olhava para ele tentando enxergar o que fez ele ir atrás de mim, sem precisar dizer nada eu descobri.
- Ju, eu amo você, eu não aguentava mais te ver mal e não poder fazer nada, agora eu estou aqui e o Derik é só uma lembrança que você deve esquecer.
Não, Derik não era só uma lembrança, Derik ainda era um passado bem presente em meus sonhos, e em minha vida também, mas eu não disse isso, eu não queria magoar o Brenno.
- Você é maluco, e eu gosto de você.
Breno me beijou, seu beijo era intenso, era quente ao mesmo tempo que o meu era frio, nossos sentimentos não eram os mesmos, eu nunca iria amar o Breno como eu amei o Derik, mas Breno parecia não se importar com isso.
- Vamos entrar Breno? Pelo visto você veio pra ficar por um tempinho, acho que o quarto de hóspedes está vazio.
Ele deu um sorriso de canto de boca e olhou nos meus olhos.
- Tomara, porque eu não quero ir embora hoje.
Entramos, conversamos, apresentei ele para minha mãe, que por sinal ficou muito feliz por eu ter deixado o passado de lado, mesmo que por apenas alguns minutos.
No começo da noite resolvi levar Breno para conhecer minha cidade, não que ela fosse grande, mas valia a pena sair por aí e olhar o mundo. Ele segura minhas mãos como se eu fosse a coisa mais importante da vida dele, ele tinha certeza que não queria me perder, já eu nã tinha certeza de nada, pelo menos não naquele momento.
Continuamos caminhando e conversando, às vezes ele me dava uns beijos, mas parecia que estar comigo era mais importante do que ficar de agarração e eu me senti bem com isso, na verdade eu me senti bem de fazer alguém se sentir bem ao meu lado, é.
O final de semana passou mais rápido do que eu imaginei, Breno acordou no domingo meio tristinho e então fui falar com ele.
- O que aconteceu amor ?
- Eu vou embora hoje, eu não queria ir, eu queria ficar aqui, com você.
- Não importa onde você vai estar Breno, eu vou estar gostando de você do mesmo jeito, eu vou pensar em você do mesmo jeito.
- Eu sei, mas pra mim é realmente difícil ter você comigo e depois ter que ir embora.
- É, pra mim ser deixada pela segunda vez não parece tão difícil assim.
Breno me olhou deu um sorriso desanimado e começou a recolher suas coisas. Levei ele até o aeroporto e mais uma vez eu estava sozinha, sem o Breno e sem o Derik. Olá solidão.
Fui para casa, mal entrei em casa minha mãe já estava gritando o meu nome como de costume.
- Juuuuuuuuuuuuuuu, filhaaaaaaaa!
- Oi mãe?!
- A mamãe vai sair, só volto mais tarde ok?
- Tá mãe.
Subi para o meu quarto, e liguei o note, naquele dia eu senti uma falta tremenda daquele maluco que viaja mais de duas horas só pra me ver. Eu pela primeira vez tinha lembrado de Breno, com saudades, de verdade.
Mas isso durou pouco, durou o tempo suficiente do meu celular tocar e eu ver o nome de quem estava ligando, segundo meu querido identificador de chamas era Derik.
- Alô?
- Ju? Sou eu.
- Oi Derik. Tudo bem?
- Sim e você?
- Estou indo...
O silêncio durou alguns minutos, até Derik quebrá-lo como fez com o meu coração.
- Ju, você está com alguém ?
- Não, estou sozinha aqui em casa.
Eu sabia o que ele queria que eu respondesse, mas eu não ia responder o que ele queria, não sem ele ser mais direito.
- Você entendeu o que eu quis dizer.
- Não sei se eu estou com alguém, eu acho que estou. Porque?
- Eu sabia, mas mesmo assim, eu quero te pedir uma coisa.
- Pede...
- Vem me ver ?
- Como assim Derik? Você quer que eu vá até o ai te ver?
- Eu voltei Ju, por você.
Naquele momento o celular caiu da minha mão, meus olhos se encheram de lágrimas e mais uma vez eu não sabia o que fazer. (...) Continua (...)

13 comentários:

  1. nãao! ela tem que ficar com o breno!!! omg!! continuaaa pelo amor de Deus!!!

    ResponderExcluir
  2. OMG... apaixonada por essa história.. posta mais

    ResponderExcluir
  3. CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    TO AMANDO *-*

    ResponderExcluir
  4. aaa too mto curiosaa.
    pliss nao fica dias sem posta.
    vs acaba matando eu e minhas amgas de curiosidade.
    kkkkk

    ResponderExcluir
  5. Eu sabia que ele iria voltar por ela *----*
    ain, que demaais !! *---*
    Please, não fica tantos dias sem postar, assim voce vai acabar me mantando de curiosidade.. ''/
    Eu saabia que ele iria voltar por ela, eu sabia.. Pode até ver no outro post .. *--* .. ain que lindoo !!
    No meu caso eu iria fazer a mesma coisa, se eu amasse demais aquela pessoa e se eu não conseguisse viver sem ela, com certeza eu voltaria.. =]

    ResponderExcluir
  6. eu estou adorando essa história! rs .
    Podem não acreditar , mais nesse capitulo , terminei de ler chorando !
    História muito boa mesmo !

    ResponderExcluir
  7. noooooooooooooooooossa, não demora muuito pra postar meldeus, me mata de curiosidade ¬¬ uashuashasuh bjs

    ResponderExcluir
  8. aaaaaaaah, posta o outro capitulo logo, se não voce vai me matar de curiosidade... mais ela tem que ficar com Breno ;D

    ResponderExcluir
  9. aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah serå que eu me identifico com a menina? sempre indecisa? haha posta maaaais pf *-*

    ResponderExcluir
  10. EU AMO ESSA HISTÓRIA *--------------------*
    [AAAAAA] Escreve um livro que eu compro :D

    ResponderExcluir
  11. aamei *.*
    não demore muito pra posta assim você mata agente de curiosidade , é muito muito linda essa historia !

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: Aquilo que chamamos de amor - Capitulo VIII © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!