Aquilo que chamamos de amor (Capitulo - XI)

03 dezembro 2010

- Derik, eu te amo, muito. Mas você foi embora, me deixou sozinha, me deixou chorando e então o Breno veio e secou minhas lágrimas, me ajudou a consertar meu coração e eu acabei me apaixonando, de novo.
Olhei nos olhos de Derik depois de falar isso, eles estão mais azuis, talvez porque eles estavam cheios d'água.
- Ju...
- Não tem mais jeito Derik, vamos parar de nos enganar, não vai mais dar certo, na verdade, não deu certo desde o inicio.
Breno estava quieto, mas seu olhar transmitia uma tranquilidade que me acalmou, ele respirou fundo, levantou e veio pra perto de mim.
- Olha Ju, eu te amo, mas você tem certeza que essa é a escolha certa ?
- Como assim?
- Ju, eu te amo tanto que eu sofreria só pra te ver feliz, eu não quero que você faça a escolha que daqui um tempo talvez você ache a errada.
Eu não acreditei que ele estava falando aquilo, ele me amava mesmo, ele seria capaz de qualquer coisa por mim, e eu ainda estava dividida, o que eu iria fazer agora? Eu amava Breno, e ele me amava, Derik tinha ido embora, tinha partido meu coração, e eu ainda não tinha me recuperado por completo. Ele não me merecia.
Parece que ele ouviu meus pensamentos, Derik levantou da cadeira ao lado de minha cama e saiu, Breno foi atrás e eu fiquei lá, sem poder fazer nada, afinal, além de um coração partido eu tinha outras coisas machucadas.  
Breno

Fui atrás de Derik, eu não me conformava como uma garoto daquele podia fugir sempre que a situação complicava, ele desceu as escadas correndo, mas eu consegui chegar até ele antes que ele fosse embora de novo. 
- Derik cara, qual é a sua?
- Qual é a minha? Você tem noção do quanto eu te invejo? Você sabe o quanto eu queria ser você?
- Como?
- É isso mesmo Breno, eu queria ter o amor da Julia, eu queria ser igual você, eu queria me arriscar por um amor, mas eu não tenho coragem. Eu queria poder falar pra Ju que eu sofreria pra ver ela feliz, mas eu não consigo sabe porque? Porque eu sou egoísta, eu não consigo não ser feliz.
- Você ta ouvindo o que você está falando? Isso é loucura.
- Eu estou ouvindo, e isso não é loucura nenhuma, eu não mereço a Ju, você merece. Eu não abandonaria nada por ela. Sabe porque eu voltei? Não foi por saudades, foi porque eu fiquei doente lá, e meus pais não queriam que eu ficasse sozinho.
- Sai daqui agora, vai embora, soma da vida da Julia. AGORA!
Gritei, médicos e pacientes que passavam ali pararam para olhar, eu estava nervoso demais, como eu iria contar aquilo para Julia? No fundo, eu sabia que a maior parte do amor dela era dele.
Voltei para o hospital, comecei a subir as escadas bem devagar, eu não queria ter que contar aquilo para Julia, mas eu tinha que contar, eu sei que eu tinha.
Cheguei no quarto ela estava me olhando.
- Ju...
- Não precisa falar, ele foi embora né?
- Sim, mas Ju, ele não te merce, ele foi embora porque ele sabe disso.
- É.
Ela começou a chorar, eu não aguentava ver ela chorando, eu queria poder segurar ela em meus braços e dizer que aquilo ia passar, mas o máximo que eu podia fazer era segurar suas mãos.
- Vai passar Ju. Eu prometo que  daqui pra frente você vai ser muito feliz.

Julia

Eu estava segurando as mãos de Breno quando acordei. Ele estava ali imóvel. Eu fiquei o observando por alguns minutos antes de acordá-lo. 
- Amor?
Ele sorriu e então abriu os olhos.
- Se todos os dias eu acordar ouvindo isso eu vou ser o cara mais feliz do mundo.
Dei risada, eu me sentia melhor e segundo os médicos, eu já tinha condições de ir para casa. Ao pensar isso eu fiquei feliz, então a felicidade se completou, meus pais chegaram no quarto.
- Minha filha, nunca mais faz isso, não deixe a mamãe nessa angústia de novo.
- Mãe, qual é, vamos parar de drama ok? Foram só alguns arranhões.
Meu pai riu, ele simplismente adorava meu senso de humor.
- Você como sempre usando esse seu humor né filha?
Dei um dos meus melhores sorrisos para ele. 
Não precisei apresentar Breno para eles, afinal, ele tinha ficado alguns dias em casa e eles já se conheciam.
- Bom, se não for pedir demais, eu posso ficar um pouco com a minha mãe aqui? Vocês dois vão lá na lanchonete comer algo que eu vou me arrumar para ir embora desse lugar.
- Amor, eu te amo.
Aquele eu te amo me pegou despreparada, mas eu gostei, as borboletas que antigamente tinham parado de voar em meu estômago retomaram vida e começaram a voar de novo. É eu estava me apaixonando, e sinceramente, eu estava gostando.
- Eu também te amo.
Os olhos de Breno brilharam e então ele saiu do quarto. 
Eu e minha mãe começamos a conversar enquanto eu tomava um banho, ela como sempre me salvou. Levou para o hospital maquiagem e roupas, os meus grandes e verdadeiros amores.
Me arrumei, minha mãe assinou os papéis e então nós fomos para a lanchonete. Comemos por la mesmo, e fomos para casa. 
Ao chegar em casa meus pais resolveram que seria melhor deixar eu e Breno a sós por um tempo, os dois saíram para dar uma volta na cidade.
- Breno, eu quero falar com você.
- Eu sei, por isso eu estou aqui.
- Breno, eu te amo, mas eu não suportaria ver você ir embora agora, eu não quero ter você longe de mim por muito tempo.
- E você não vai ter, quando você sofreu o acidente, meu pai pediu transferência para cá. Eu vou morar aqui agora Ju.
Abracei ele, ele me olhou, segurou minha cintura e me beijou, ele me beijou com amor, e eu retribui. Nosso beijo foi com o amor, eu queria ele para sempre comigo.
- Ju, eu te amo.
- Eu também. 
Ele me colocou na cama, mas nós nao fizemos nada. Breno não precisava de uma prova de amor, ou talvez ele já tivesse tido uma, ele me abraçou e ficamos assim por um bom tempo.
O tempo foi passando minha vida foi voltando ao normal, eu via meu namorado todos os dias e finalmente eu posso dizer que estava feliz.
Breno foi me encontrar na praça e ao ver ele chegar meu coração disparou, minhas mãos gelaram, minhas pernas bambearam as borboletas de meu estômago quase saíram voando pela boca e então eu tive certeza do que eu estava sentindo. Eu estava sentindo aquilo, exatamente "aquilo que chamamos de amor."

FIM, por enquanto. 



História escrita por @pamellapaschoal

25 comentários:

  1. Liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiindo *-* Emocionei demais!

    ResponderExcluir
  2. ai que lindo.

    esse ' fim, por enquanto " , sei ñ hein UADUHUSAH

    ResponderExcluir
  3. Ahhh que lindo...eu quero um amor assim pra mim xD

    ResponderExcluir
  4. finaal muito lindo, espero que tenha continuaçao ou entao tenha outra historia de amor !

    ResponderExcluir
  5. muito lindo !amei HAHA

    ResponderExcluir
  6. Omg *-----------------------------------------*
    ai que lindooooooo.. Me apaixonei pelo final, mais eu queria que ela ficasse com o Derik, mais tbm que ele estivesse voltado por causa dele e nao porque ele ficou doente --'.. anyway.. Ameeeeei !

    Garota vou te dizer uma coisa ..










    Voce tem talento eeeeh precisa urgente fazer um livro ! hahaha

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. aaaaaaaaaaain que historia mais linda amei *--*

    ResponderExcluir
  8. historia lindaaaaaaa, amei demaaaaaaaaaaais *___*

    ResponderExcluir
  9. nossa voce escreve muito bem, parabens linda essa historia!*.*

    ResponderExcluir
  10. nossa voce escreve muito bem, parabens linda historia!*.*

    ResponderExcluir
  11. PAMELLA, se você fizer um livro eu juro que eu compro, e dessa vez eu leio! AMEI o final! bjs giu (:

    ResponderExcluir
  12. meeeu, que historia mais perfeita *---* voce realmente tem talendo

    ResponderExcluir
  13. Liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiindo, quero outras historia como essa aqui no blog *----*

    ResponderExcluir
  14. [AAAAAAAAAAAAAAA] LINDO LINDO, MUITO LINDO ESSE FINAL !
    parabééns *-*

    ResponderExcluir
  15. oooooowwwwww' amei a historia muito linda
    quase chorei
    Parabens voce escreveu uma historia muito linda mesmo

    ResponderExcluir
  16. aaaaaaaaaaa que roomântiico !
    eu adoreeeii !
    Pamela voocê preciisa fazer um livro .
    eu juro que compro ! ;D rs
    beijooos !
    www.suzimaraleinat.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. que lindoooooooooooooooooooooo!

    ResponderExcluir
  18. Amei, se puder visitem www.meninas-lindas-cdm.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. noss adorei parabens para vcs
    vcs estao de nota 10 mais do que 10
    me emocionei muito
    PARABENS DE NOVO
    BEIJOSS!!!!

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: Aquilo que chamamos de amor (Capitulo - XI) © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!