Broken (Capítulo II)

31 janeiro 2011

 Coaple,love,couple,cute,love,holding,hands,embrace-5e66f359d109483068c77ff71e96b7b4_h_large 

A solução, ou o problema! 

Aquela voz fez minhas pernas tremerem, meu coração acelerou. Era a voz de Luan, andei mais um pouco para ver se era mesmo, e então, não reconheci aquela silhueta forte de ombros largos.
- Lu? Sou eu, o Luan. - Ele disse apreensivo.
Andei até ele, minha maquiagem estava borrada por causa da chuva e das lágrimas, e ele logo percebeu.
- O que aconteceu com você? - Ele parecia preocupado, e estava diferente, estava mais forte, mais homem, eu não o via desde que eu havia recusado sua propósta de ir para Nova York com ele.
- Terminei com o Gabriel, agora pouco. Vi ele com outra. - disse com ódio e ao mesmo tempo, triste.
Ele me abraçou, seus braços pareciam uma fortaleza ao meu redor, eu gosta mesmo de senti-lo ali, ele era meu melhor amigo, e naquele momento, o meu porto seguro. Respirei fundo tentando não chorar, mas não adiantou muito, as lágrimas estavam ali, e não iam deixar de estar tão cedo.
- Pode chorar, eu estou aqui com você. - ele disse baixinho.
- Obrigada. - disse enquanto secava as lágrimas que haviam caído.
Levantei a cabeça e olhei para ele, tentei achar algum vestígio do antigo Luan ali, mas eu não consegui. Andei até a sala e acendi a luz.
- Você mudou tanto, está tão diferente.
- As pessoas mudam Lu, eu tive que mudar, eu não ia ser o mesmo sempre né?
- É - disse um pouco sem graça, senti aquilo como uma indireta, afinal, eu não fui com ele por culpa do Gabriel, e nós estávamos brigados, mas mesmo assim, eu não quis ir.
- Você também mudou, está mais bonita do que quando eu fui embora, eu não devia ter ido sem você.
Fiquei vermelha, Luan sempre disse que gostava de mim de um jeito diferente, mais do que só como amigo, mas eu nunca acreditei, afinal, nossa amizade podia ser facilmente confundida com amor.
- Mudando de assunto, como você entrou aqui?
- Sua mãe. Ela disse pra eu esperar você voltar, e eu esperei. - ele disse dando risada
- E cade ela?
- Deixou um bilhete pra você e disse que ia sair. Aqui ó. - Ele disse segurando o pedaço de papel entre os dedos.
- Luan, você já está bem grandinho pra fazer esse tipo de brincadeira, e outra, eu sou muito baixinha para alcançar ai em cima. - disse dando pulinhos.
- Ok pequena, toma aqui o papel.
" Luísa, como é sexta eu e seu pai decidimos que vamos passar o final de semana na fazenda, esperamos você aqui amanhã de manhã.
Beijos, 

Mamãe"
- Estranho, como minha mãe quer que eu vá pra fazenda se ela não está aqui para me levar?
Luan começou a dar risada e tirou uma chave do bolso.
- Eu já tinha tudo planejado - disse fazendo uma voz malvada.
- O que? Você vai comigo?
- Claro, caso contrário sua mãe não pediria para eu ficar aqui esperando a srta.
- Entendi, mas agora é meio tarde né?
- É, agora vá tomar um banho para não ficar resfriada.
Comecei a dar risada, afinal, seria muito irônico enquanto meu ex estava pegando outra, eu estava pegando um resfriado.
- Ta maluca é? - Luan disse me olhando como se eu fosse uma louca.
- Não, estava pensando aqui, mas não importa. Você fica bem até eu voltar?
- Eu sobrevivo.
Fui para o banheiro e liguei o chuveiro, deixei a água cair um pouco e entrei no banho fervendo, a água caia sob meu corpo me fazendo relaxar e pensar em como era bom ter Luan ali comigo, no momento em que eu mais precisava. Terminei o banho e fui para o quarto trocar de roupa, coloquei um pijama, o melhor que eu tinha e fui pra sala falar com Luan.
- Pronto - disse sorrindo enquanto corria para o sofá.
- Senta aqui do meu lado Lu, deixa eu ser seu melhor amigo só mais um pouco.
-  Só mais um pouco porque? Vai me abandonar aqui nessa noite solitária de sexta ?
Ele deu risada e me abraçou.
- Eu jamais faria isso com você, você sabe disso.
- Mas então, porque essa frase?
- Lu, eu não voltei porque eu fiquei com vontade de voltar, eu voltei para levar você comigo dessa vez.
- Luan, não dá, eu não posso. Eu já te disse isso.
- Não Lu, você não podia, agora você pode. Mas eu vou esperar o tempo que for preciso, eu já esperei 3 anos, esperar três dias ou três meses não vai mudar nada.
- Luan, vou dormir ok? Amanhã a gente conversa sobre isso.
- Ok, boa noite.
Fui para meu quarto, mergulhei na minha cama e comecei a pensar no que Luan havia me falado, e tomei uma decisão.

(continua)

por: - @pamellapaschoal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desejos de Menina: Broken (Capítulo II) © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!