Broken (Capitulo III)

03 fevereiro 2011

4860523514_032957bd84_z_large 
A proposta e o segredo!

Mas naquele momento, o que mais importava era meu sono, não minha decisão. Virei pro lado e dormi.
No dia seguinte acordei com Luan me gritando
- Luuuuuuuuuuuuuuuuu
- Oi ?
- Tá tudo pronto?
Tudo pronto? Eu tinha acabado de acordar, não ia ficar tudo pronto em menos que uma hora se ele não me ajudasse.
- Luan, vem aqui por favor?
Ouvi seus passos no corredor, me olhei no espelho e levei um susto, meu cabelo estava um horror, passei a mão tentando arrumar, mas ele já havia entrado no quarto.
- Oi Lu - ele disse com um sorriso de canto de boca.
- Oi, não liga pro meu, anh... - apontei para o cabelo.
- Você é linda de qualquer jeito Lu, fica tranquila.
Dei risada e comecei a falar mil coisas para ele me ajudar, se não, não chegaríamos na fazenda antes do almoço, e minha mãe me mataria por causa disso.
- Só isso? - ele perguntou em um tom irônico e engraçado.
- Ah, desculpa pedir tanta coisa, mas eu esqueci que a gente ia pra lá.
- ok - ele disse saindo do quarto.
Tirei o pijama, coloquei um short e uma blusa, arrumei minha mala e fui levá-la até a sala. Quando Luan viu o tamanho dela, começou a rir.
- Luisa, nós vamos ficar lá 1 ano e eu não estou sabendo?
- O que? Ah, minha mala? É que eu não sei se está frio ou calor, sem vai chover.. enfim.
Sua mãe ligou, ela pediu pra gente ir logo pra chegar antes do almoço.
- Então, vamos.
Entramos no carro e pegamos estrada, a viagem era longe e metade dela eu fiquei mergulhada em meus pensamentos a outra metade eu conversei com Luan sobre a proposta dele, mas a conversa durou pouco tempo afinal, eu já havia me decidido. Eu não iria com ele. 
- Lu, porque não?
- Não posso, quanto tempo você vai ficar aqui?
- O tempo que eu precisar ficar.
- Então, fica bastante ok? Eu senti falta do meu melhor amigo esses anos.. 
- Eu senti sua falta Luisa, você não imagina o quanto eu senti.
Olhei para ele e senti minhas bochechas ficarem vermelhas, ele deu uma risadinha e continuou dirigindo. Em menos de duas horas nós já estavámos na fazenda.
Desci do carro e senti aquele cheiro de ar puro, para falar a verdade, eu preferia mil vezes o ar pesado da cidade. Ao ver o carro parado minha mãe sai correndo lá de dentro.
- Fiiiiiiiiilha ! - me dá um beijo no rosto e fica me abraçando.
- Oi mãe.
- Ué, cade o Gabriel? 
Luan olhou para minha e mesmo sem dizer nada, eu entendi o que ele quis dizer.
- Mãe, não tem mais Gabriel ok? Agora me ajuda aqui com as coisas que você pediu pra eu trazer.
Ela começou a tirar as coisas do carro com uma cara de preocupada, afinal, o Gabriel era o melhor genro do mundo para ela, ninguém seria capaz de substituis ela a não ser o ...
- Luan meu querido - a voz era do meu pai, que estava de sunga e completamente molhado.
- Seu Raul, tudo bom? - luan disse com uma voz animada.
- Tudo, vamos lá para dentro, tenho que te mostrar umas coisas que eu andei fazendo ...
Meu pai sempre estava fazendo algo, arrumando algo, quebrando algo, mas sempre tinha algo para mostrar.
- Seu pai gosta do Luan... - minha mãe disse com uma voz desconfiada e animada.
- Eu também mãe, ele é meu melhor amigo né. - disse dando risada e entrando na casa.
É parece que as coisas haviam mudado por lá, eu não tinha mais um quarto pequeno e aconchegante, eu tinha um enorme quarto, maior que o da minha mãe lá em casa. Fiquei surpresa e sai para falar com a minha mãe, quando me deparo com mais três pessoas sentadas na sala conversando.
- Acho que ela não vai... 
Todos pararam de falar quando eu entrei na sala, inclusive Luan, que ficou me olhando fixamente. 
- O que foi gente? O que está acontecendo aqui ?
- Lu, seus pais precisam te contar uma coisa, por isso eu vim para cá, eles queriam que eu estivesse aqui com você.
- O..k. - minha voz travou com o nó que começou a se formar na minha garganta, sentei ao lado de Luan e esperei alguém começar a falar.
- Filha... - a voz da minha mãe era apreensiva - nós precisamos te contar logo...

(continua)

Por: - @pamellapaschoal

Um comentário:

Desejos de Menina: Broken (Capitulo III) © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!