Broken (Capitulo VII)

04 março 2011

 6422542-md_large 

A festa e a fera.

Sai do quarto em que eu estava e fui abrir a porta.
- Fala Luan.
Ele entrou me abraçando, mas por algum motivo senti nojo de abraçá-lo e o empurrei.
- O que foi? - ele disse sem entender nada.
- Nada, só não quero abraçar alguém que estava lá abraçado com outra.
Ele deu risada mas eu não entendi o motivo, ele segurou minha mão e me levou até o sofá, que por sinal, era lindo, dava até medo de sentar nele. Olivia e seu bom gosto incrivel até para escolher um sofá.
- Lu, o que você acha que eu estava fazendo?
- Ah... é... então Luan... não importa o que eu acho ou não.
- Luisa, aquela menina que está lá embaixo agora no meu apartamento é a Larissa.
Larissa? Ele disse Larissa? Senti que fiquei vermelha, abaixei a cabeça e comecei a rir. Larissa é a irmã mais nova de Luan e morava em Nova York, na casa de sua tia desde que tinha 6 anos. Ela não me reconheceria nunca, e eu também não a reconheceria.
- A Larissa? - eu disse sem graça.
- Sim - ele disse me abraçando. - Mas afinal, o que você veio fazer aqui?
Eu podia responder um milhão de coisas, dizer que estava ali a passeio, que tinha conseguido fazer intercambio, que tinha arranjada um emprego para jovens, mas eu não disse nada disso, eu disse a verdade, só a verdade.
- Eu vim atrás de você.
Luan me olhou assustado mas com um sorriso no canto da boca. Seu espanto acabou quando eu o beijei.
- Eu.. não esperava por isso. - ele disse sem graça.
- Nem eu, mas acho que eu precisava perder você de novo para perceber que é você quem eu amo.
Ele me puxou para perto dele e ficamos conversando por muito tempo, tempo suficiente de Olivia voltar da editora e nos ver ali no sofá dela como duas crianças jogando almofadas uma na outra.
- Boa tarde pra vocês. - ela disse entrando no apartamento.
- Boa tarde - respondemos.
- Acho bom vocês dois começarem a se arrumar, tenho um evento hoje e vocês vão comigo.
- Vamos? - respondemos juntos.
- Sim - ela disse sorrindo e indo para o quarto.
Levantei do sofá e fui abrir a porta para Luan descer para seu apartamento.
- Bom, então, até mais tarde. - ele disse.
- Até.
Fechei a porta e em menos de trinta segundos abri ela e corri para os braços de Luan que nem tinha virado as costas para sair dali.
- Bom, agora vai. Tchau.
Entrei, e corri para o quarto de Olivia para contar o que tinha acontecido, contei todos os detalhes desde o inicio e ela não pareceu se surpreender nem um pouco.
- Luisa, na hora que você me ligou eu sabia que você amava ele, só você não percebeu.
Aquilo era verdade, eu sabia mas não queria assumir. Não naquele momento.
- É. Mas mudando de assunto, como é o evento hoje?
- Gala total.
- COMO ASSIM? - disse gritando. - Você só me avisa agora? Não tenho roupa, não vou.
- Eu já providenciei tudo Lu, sem crises ok?
- Ok.
Em menos de uma hora chegaram dois vestidos, um cabelereiro e um maquiador no apartamento. Meu vestido era branco com pedras, lindo! O da Olivia era um rosa bem nude, delicado ao extremo. Quando Luan tocou a campainha, já estávamos prontas.
Corri e abri a porta
- Uau - ele disse me olhando dos pés a cabeça.
Luan estava lindo de smoking, e eu estava orgulhosa de poder chegar em uma festa com um cara lindo como ele.
- Você está lindo sabia?
- Sim, pareço um pinguin né? - ele disse rindo.
- Os dois estão lindos- disse olivia aparecendo na sala. - Agora vamos?
Saimos do apartamento direto para o local da festa, uma boate de alto nível, vários fotógrafos na porta, muita gente conhecida entrando e eu me sentindo uma estranha no ninho.
Entramos na festa e Olivia sumiu, eu e Luan nos sentamos na mesa que estava com o nome dela e lá ficamos até Olivia aparecer. Ela chegou com um garoto lindo, aquele tipo que você só encontra em revistas. Branquinho com os cabelos castanhos e sorriso perfeito.
- Luan, Luisa, esse é o Diego.
Ele nos comprimentou e logo continuou a frase que Olivia não tinha termninado.
- Sou o namorado dela.
Sim, claro que ele era o namorado dela. Olivia tinha esse dom de ter sempre as melhores coisas. Incrivel, o namorado dela era "o cara", eles ficaram ali por algum tempo e logo sairam.
- Vamos para casa? - Luan disse segurando minha mão
- Vamos!
Pegamos um táxi e fomos para a casa dele. Chegamos lá e resolvemos que eu iria ficar por ali essa noite, afinal, Olivia não chegaria tão cedo. Em meio a beijos e carinhos, surgiu a dúvida. Sera que eu estava fazendo a coisa certa?
- Luan, você me ama mesmo?
Ele tirou os braços de minha cintura e me olhou nos olhos.
- Claro que sim, e você Luisa, me ama?
Esse era o problema, eu amava, mas talvez não fosse o tanto de amor que ele necessitava, Gabriel passava em minha mente ainda, eu não podia negar.
- Olha Luan... eu...
Um grito de dor fez eu parar de falar.
- O que foi isso?
- Parece a Olivia.
Saimos correndo e fomos até o apartamento dela, chegando lá vimos ela no caida no chão, toda machucada.

(continua)

5 comentários:

  1. aaaaaaah meu Deus...como assim...continuaa

    ResponderExcluir
  2. Oi passe lá no meu blog de textos, obrigado, te espero lá.

    ResponderExcluir
  3. Cadê o restooooo????? preciso saber o que acontece com a Olivia!!!

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: Broken (Capitulo VII) © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!