Espelho, espelho meu

21 abril 2011


Deparada com uma imagem refletida de uma mulher que jamais foi capaz de arriscar ou colocar em prática o que planejou por noites e noites, nesse mesmo lugar, olhando para esse mesmo espelho.. O mesmo que por horas presenciou todos os meus sonhos e promessas de que um dia, eu os colocaria em prática. Eu retorno dessa vez, não para mais um capitulo de sonhos ou ilusão, serviço da minha imaginação. Retorno para informa-lo, querido espelho, que eu vou fazer. Eu vou dizer. Começando pelos amores - ou terminando por eles - que tive medo de enfrentar, hoje eu consigo me olhar e notar, sorrir e saber quanto boa eu sou para conquista-los. O quanto maravilhoso é dar a volta por cima e conseguir - finalmente - o que se quer. O que sempre se quiz! Olha, olha como eu estou, sem medo agora. Sem medo de quem pode estar assistindo a cena de eu estar amando, amando me ver assim no espelho, como se ainda não me conhecesse. Sem medo do que irão dizer por eu me arriscar, sem medo de como vão me classificar pelo fato de eu querer entrar em cena. E viver...
 
Cansada do silencio, tendo ele como prioridade na vida. Cansada do orgulho que prometeu me trazer tudo de volta se eu cumprisse as regras e só me trouxe atrasos! E deixando transparecer também aos olhos esse meu lado perigosa que eu sempre soube que tinha mas que nunca deixei ninguém ver. Fazer minha vontade e o meu jogo, não entendendo o porque passei tanto tempo com medo de tocar nessas peças, sendo elas sem valor nenhum, mas ainda sim minhas peças e minhas vontades. Se quero que conheçam o quanto valiosa e mulher posso ser, preciso que me vejam. Quero; provocar emoções, sensações, brincar com fogo e ainda me queimar. Viver do perigo e ao mesmo tempo do certo, do que eu sempre aprendi. Não perdendo a minha essência, causadora de todos os meus conflitos. Hoje eu acordo com sede de fazer, surpreender aqueles que estão acostumados a não receber nenhuma atitude minha. E acordar, despertar o que há muito tempo adormeceu... 
 
Paro por aqui, tendo milhares de coisas pra dizer, mas deixando claro que ações são muito mais validas do que a mistura de vogais e consoantes. Eu quero fazer... e usar da inteligência que poucos conhecem de mim. Esse meu lado objetivo que surge quando eu quero! Lembrando dos conselhos de quem sabe, de quem me disse e me fez acreditar, eu vou! E aqui deixo a marca, do batom que nunca usei, pra fazer o que nunca fiz!
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desejos de Menina: Espelho, espelho meu © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!