Quantas vezes você

20 abril 2011

 In_the_flower_field_by_junkarlo_large

Quantas vezes você já deitou pensando em alguém que está bem distante de você? Quantas vezes você já quis sumir no mundo, abrir um buraco no chão, para que aquela pessoa não visse sua situação? Quantas vezes você já esperou que alguém te ligasse e acabou não ligando? Ou ficou surpresa com uma ligação de alguém totalmente inesperado? Quantas vezes você já fez alguém chorar? Ou quantas vezes já chorou por alguém? Quantas vezes você se arrependeu de ter feito algo? Ou se arrependeu de não tê-lo feito? Quantas vezes você já ficou com alguém só para não se sentir sozinha? Quantas vezes você subestimou uma pessoa querida e no fim se decepcionou com ela? Quantas vezes alguém que você menos esperava apareceu do nada para te ajudar? Ou aquela pessoa que você sempre ajudou te virou as costas na hora em que você mais precisava dela? Quantas vezes você já se enganou? E quantas já acertou? Quantas vezes você se pegou pensando em alguém e imaginou se esse mesmo alguém também estaria pensando em você? Quantas vezes você já não brigou com alguém simplesmente por ser orgulhosa demais para admitir que estivesse errada? Quantas vezes você se achou tola por lutar e correr atrás de algo que não valia a pena? Quantas vezes você já ouviu uma música e se lembrou de alguém? Quantas vezes você já disse ‘eu te amo’ para alguém? Quantas vezes você estava com alguém pensando em outro? Quantas vezes você estava rodeada de pessoas, mas se sentia sozinha? Quantas vezes você recebeu presentes e mais presentes sendo que o que você mais precisava era de um simples abraço ou uma palavra de afeto? Quantas vezes já se achou a pior pessoa do mundo por ter feito algo bobo? Quantas vezes já ligou para alguém só para ouvir sua voz? Quantas vezes falou algo sem pensar?
Para todas essas perguntas existem inúmeras respostas, mas o importante mesmo não é a resposta em si, e sim o que sentimos em cada uma dessas situações, o sentimento, a saudade e as lembranças que ficam dentro de nós... Todos erram, julgam, são bons e depois de um instante cruéis, sofrem, choram, sorriem, amam e odeiam com a mesma intensidade, tiveram momentos alegres e outros tristes... E um dia, todos tiveram coragem de dizer ou fazer algo, coisa que se hoje se arrependem ou se orgulham. Todos nós já fizemos uma coisa quando o coração mandava fazer outra, e vice-versa. Então, qual é a razão disso tudo? Vá à luta, corra atrás antes que seja tarde! Não pense nas suas fraquezas e erros, tente mudá-los, transformá-los no seu ponto forte!
Faça o que for necessário para ser feliz hoje e todos os outros dias. Releve. Esqueça. Perdoe... Não vá dormir com mágoas no coração. Não deite sem fazer ao menos uma pessoa feliz todos os dias: VOCÊ!

Um comentário:

  1. amei o texto, eu realmente estava precisando ler algo assim *-*

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: Quantas vezes você © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!