O que você sente, eu sinto

18 junho 2011

 
Favim.com-130_large
Ao te olhar: me vejo. Ao te tocar: me sinto. Dois corações unidos por uma falta de razão e separados por uma longa distância. Dois corpos que se desejam, duas bocas que não podem se tocar.

Um sentimento real, porém, cheio de obstáculos. Nos  meus olhos, qualquer um que olhar irá ver refletido no fundo uma imagem sua, nossa. Ao ouvir seu nome meu coração acelera, minha mão esfria e meu corpo deseja o seu.

Quando te toco, me sinto. Ao te olhar me vejo, como se um espelho estivesse ali, em minha frente refletindo a minha própria imagem.

Suas palavras, são minhas palavras. Seus sonhos, são meus sonhos. Você: é meu!

Um breve pensamento e lágrimas tomam conta de meus olhos deixando sua imagem cada vez mais embaçada, ao caírem deixam a marca da saudade, da vontade, do medo: de te perder, de não te ver, de te esquecer.

Em mim, as marcas fazem lembrar que eu sempre vou pertencer a você, independente do tempo, e eu não esquecerei que ao te olhar, irei me ver, que ao te tocar, irei me sentir. E se um dia eu me perder, sei que bastará te encontrar para me encontrar. Não terei medo, vou sentir, me entregar, pertencer a você do mesmo modo que você pertence a mim.

E não se esqueça: O que você sente, eu sinto.


Postado por: Pamella Paschoal
Pamella Paschoal Aquariana, 17 anos, chata, fresca, responsável pelo blog e pelo twitter, cursa o terceiro ano do ensino médio, é viciada em internet e vira blogueira compulsiva nas horas vagas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desejos de Menina: O que você sente, eu sinto © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!