Desenrola - (Capitulo I)

19 agosto 2011

 
Tumblr_lpouz7ljfa1qd5mnho1_500_large
Meu nome é Melissa, mas todos me chamam de Mel. Personalidade forte, um tanto determinada no sentido de conseguir tudo que preciso, quando o assunto não se refere a amor. Mas, vamos ás apresentações primeiramente. A minha história vem depois.
Bom, já sabem o meu nome, que sou determinada... Algo mais de mim?
Vejamos...
Sempre fui aquela garota que está sempre disposta a ceder um ombro, aquela que consola e que apoia as pessoas. A amiga-mãe, entende?
Engraçado falar isso, mas é como eu me sinto, é essa maneira como eu reajo em relação às pessoas que eu mais amo.
De meu coração, poucas pessoas são capazes de ter um lugar.
Principalmente porque tenho sangue quente, e nunca aceito mentiras.
De mel mesmo, só meu nome haha.
Mas enfim, vamos a minha história. Do início, então.
Coisa difícil, não é? Começar algo...
Principalmente quando esse algo que já fez parte da sua vida. Algo que foi capaz de te levar ao céu e ao chão ao mesmo tempo.
Renato.
Sim, era ele o cara capaz de fazer meu coração acelerar, aquele que eu sempre imaginei ser o grande amor de minha vida, meu futuro, meu tudo.
É. Acreditar em sonhos também é bom.
Nos conhecemos no Café aqui perto de casa.
Eu sempre fui ótima leitora, e adoradora de um bom capuccino pela tarde. Então juntava essas duas paixões, e passava algumas poucas horas lendo e me deliciando, duplamente, enquanto não dava a hora de ir pra faculdade.
Era minha sina de quase todo dia.
Mas eu adorava.
Numa terça chuvosa, lá estava eu, revisando a matéria que fora dada no dia anterior, tentando fixar um conteúdo meio chato, e difícil.
Olhava pela janela, impacientemente, imaginando como seria difícil sair dali, naquela chuva.
É. Não ia ter jeito, eu não iria.
Droga. Dupla droga.
Era o que eu pensava até ver a porta do Café se abrir.
Era ele.
Jaqueta de couro preta, cabelos negros lisos pingando pela chuva torrencial que desaguava lá fora, jeans e tênis.
Um tipo um tanto sensual demais para um café como o meu.
Mas realmente, era lindo.
Traços finos, mas masculino o suficiente para ser considerado um risco. Pra quem não está apaixonado, e também pra quem está.
Tinha uns olhos escuros profundos, que pareciam esconder algo.
Malditos olhos.
Seguiram os meus assim que os vi.
Desviei os meus. Abaixei a cabeça e voltei para minha leitura.
Afinal, era só um cara que estava tentando se refugiar da chuva, nada de mais.
Mesmo lindo, era só mais um...
- Err, oi.  - era ele!
Droga, pra que que eu fui olhar! - Oi.
- Eu te conheço de vista, da faculdade. Você tá no curso de jornalismo, não é?
- Sim, mas... Sério que você estuda lá? Não me lembro de ter te visto...
- É que eu estive afastado, mas voltei esse mês. Desculpa, me esqueci das apresentações. Sou Renato.
- Prazer, Melissa. - depois veria como essa palavrinha me faria mal....
- Você é mais conhecida como Mel, não é?
- Hum, sim... Mas como você sabe disso?
- É que, bem... O professor Carlitos passou um trabalho pra mim, e pediu que eu escolhesse alguém para que pudesse me ajudar a recuperar a matéria que eu perdi no tempo que estive fora. Ele me sugeriu uns nomes, mas o unico que me veio a cabeça foi o seu. Porque te conheço de vista... Sempre vejo você na primeira fila, anotando tudo, e pensei se você... poderia me ajudar?
- Sinceramente, ainda tô chocada. Como você pode me conhecer e eu nunca ter sequer te visto?
- É que eu sou meio reservado. Sempre sento no fundo. E você é do tipo de pessoa que se concentra muito no que faz e não olha sequer para os lados, o que dificulta muito conhecer outras pessoas.haha
- Sim, mas você não tava me seguindo, não né?
- Não, isso realmente foi um mero acaso. Me indicaram esse café, e aproveitei que tava aqui perto. E tava chovendo muito. Então eu, meio que, tive de entrar.
- Não precisa ficar na defensiva, eu só tava brincando, er, Renato, né?! 
- Ufa! Já estava ficando preocupado em estar te intimidando... haha
- Ninguém consegue fazer isso. Sou nariz em pé demais haha
E foi assim, como algo banal, que tudo começou.
Assim como também terminaria, não de maneira banal, mas sofrida, um dia.

(continua...)

Postado por: Isabela Santiago
Isabela Santiago 16 anos, vários desejos e sonhos e muito pra dizer pra caber nesse pequeno espaço. Aqui no blog faço contos e textos. Prazer, Isabela. :)

Um comentário:

  1. Foi você que escreveu? Se foi você escreve muito bem, se inspirou em você mesma? haha
    http://proudandfamous.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: Desenrola - (Capitulo I) © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!