Metáfora de um mundo lá fora

06 agosto 2011



Costumo corresponder ao que me faz bem. Assim como os girassóis. Eles obedecem ao movimento aparente do sol, e viram-se conforme sua melhor posição para receber a sua luz. Às vezes confesso um tanto de falta de interesse. É 8 ou 80. Ou eu amo ou odeio. Nada de meio termo. Hoje eu é que me sinto mais madura e tão mulher pra mais da metade, ou praticamente todos, os caras que passaram na minha vida. Chega determinada idade que fazemos uma avaliação do que foi. E seleciona o que vem. O que está, deixa estar. Deixo meu coração numa caixinha. Guardado, pra quando no momento certo, ele saiba sair de lá de dentro. Sem perder tempo com falsas tempestades, protegido contra alguns raios e trovões. Só apreciando a brisa. Ou nada que não mereça valer muito a pena. A falta de capacidade tornou-se indiferença. Com o tempo soube dar nome à alguns sentimentos, que antes não sabia nem sequer decifrá-los.

Não vale a pena. – Sussurra meu sexto sentindo. E cá entre nós, sexto sentido de mulher é por natureza, o mesmo que pressentimento de mãe. No fim, no meio, em qualquer situação: sempre está certo. Minha vontade é cair fora, sumir do mapa e não deixar endereço, do que simplesmente tentar ver em todo e qualquer homem alguma coisa boa que me faça prestar atenção com mais destreza e sensibilidade. Hoje, abandono um passado. Sei que já tentei de tantas outras fazer valer esse pensamento. Mas existem alguns dias em que acordo determinada pra jogar no lixo o que merece estar no lixo, e seguir adiante. O futuro me espera, penso eu. Me cansa dar corda à alguma paixão onde já se fecharam as saídas. E ouvir os praxes de sempre. “As pessoas mudam” “Merecem segundas chances” e que só irei saber realmente onde dá, se tentar.  Mas o dia não tá pra peixe. Não tá pra esperas. O tempo simplesmente acabou.

Aí o mundo lá fora me espera. Prefiro associar à metáfora de que saio do meu mundo para uma fábrica. Robôs. Bonecas. Algumas até infláveis (risos). Homens-garotos e seus brinquedos de montar: 4x4, aro 17, farol xenon e rebaixamento. Antes ps3 que carros movido à álcool e gasolina. Mas o cenário é basicamente esse. Álcool no carro e no sangue. Risos de felicidade, roupas apertadas e saias curtas. Camisas xadrez, em gola V ou algo que mostre músculos. Músculos. Pernas e braços torneados, alguns ainda enfatizam a presença de anabolizantes. E a dignidade mandou um recado avisando que fica pra próxima.

É basicamente isso. Me divirto, risadas, dancinhas coreografadas. Mas tudo isso só por uma noite. A realidade não me deixa voltar de novo para essa fábrica de sonhos. Ou até pesadelos. E se num dia somos caçador, a glória de ser caça e fugir pra longe, correr veloz, chega também. Nenhum apego. Nem telefonemas no dia seguinte. Sem mais pensamentos depressivos em músicas suaves, ou vontades incontroláveis de ligar para o que um dia fez total sentido. E o melhor: ver que esse lado da moeda pode ser algo altamente interessante. E benéfico. Foi ali e pronto. Três a quatro horas de falsa felicidade, de nova-vida e já foi a gota d’água. Vou vivendo o que dá, o que tem pra hoje. Até encontrar algo que faça suar as mãos novamente, perder o sono, ou quem sabe até ganhá-lo: mais suave, tranquilo. Manifestar os tão antigos e apegados sentimentos de ansiedade freqüente, vontade de ouvir o respirar.

Desinteressada, talvez. Só admito que cansei do que vejo. Pode fazer bem ás vezes, mas nem sempre preenche como preencheria outra e qualquer situação. Sim, me refiro ao amor sincero. A algo que faça tirar o coração frio e estável da caixinha, delicadamente. Sem ferir, sem doer, sem machucar. Com cuidados e carinhos, que um mundo robô, álcool e músicas agitadas absolutamente não me trará.


Postado por: Alana Monteiro
Alana Monteiro Aquariana, Paraibana e atualmente morando no Maranhão. Flamenguista, pivô, escritora por diversão, ex-intercambista, futura diplomata e colecionadora de livros.

Um comentário:

  1. lindo seu blog!!

    seguindoo

    bjss
    meu facebook:http://www.facebook.com/profile.php?id=100002611878171
    meu twitter:http://twitter.com/#!/Milena1099
    meus blogs:http://ohmygood-omg.blogspot.com/ http://avidademalu.blogspot.com http://designdesenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: Metáfora de um mundo lá fora © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!