Resenha: A menina que brincava com fogo

29 outubro 2011



Meninas,desculpem a demora ! Com o tal do ENEM e a correria do fim de ano, ficou meio difícil ter tempo para ler mas não esqueci de vocês!

Vim falar um pouco sobre o segundo livro da trilogia Millennium : " A Menina que Brincava com Fogo".Continuando a história, Mikael e Erika depois de terem denunciado as corrupções do mundo corporativo no fim do primeiro livro,vêem a Millennium ir de vento e pompa e se tornar uma revista de seriedade e prestígio em parceria com a família Vanger.Com a credibilidade que a revista alcançou um talentoso jornalista chamado Dag Svensson propõe uma matéria que denuncia o tráfico de mulheres do Leste Europeu para a Suécia.Dag e sua noiva Mia Bergman , uma pesquisadora concluindo seu doutorado sobre esse assunto , possuem muito talento e dados que podem incriminar policiais,políticos e empresários.Mikael vê em Dag um pouco de si e logo todos da Millennium se apaixonam pelo casal e trabalham para mais uma matéria de muito escândalo.

Enquanto isso Lisbeth Salander está ocupada viajando pelo mundo e cuidando de assuntos pessoais.Continua mantendo distancia de Mikael mas não deixa de acompanhar os arquivos pessoais da Millennium e no que trabalham.Não demora muito para ela descobrir sobre a matéria de tráfico de mulheres e ver que está faltando alguns dados e resolve dar uma ajudinha.

Dag está perturbado pois existe um tal Zala que parece ser responsável por grande parte dos crimes mas não possui nenhuma informação concreta sobre ele.E numa noite,enquanto ele e Mia preparavam-se para viajar Lisbeth aparece em sua porta oferecendo informações para ajudar a descobrir quem é o tal Alexander Zala .Não muito distante dali Mikael dirige-se a casa de Dag e Mia para pegar alguns documentos.Quando chega lá , encontra os dois mortos.

A Millennium entra em crise com a morte de Dag e Mia e com a suspeita de que foram mortos por causa da matéria.Cabe a Mikael continuar o trabalho de Dag e tentar encontrar os pontos obscuros para que a matéria não seja acusada de fraude.Mas como não bastasse a morte do casal, a polícia suspeita que Lisbeth Salander seja a autora dos assassinatos e está procurando por ela.Mikael sabe que não foi Lisbeth,mas precisa encontra-la antes que outros a encontrem.

E como no primeiro livro,as descobertas feitas são de arrepiar!

Boa leitura meninas.

Por: Mayara Zaqueo

Um comentário:

  1. O título sempre me chamou a atenção neste livro, mas confesso que nunca corri atras para ler, mas pela resenha parece ser uma boa história.

    http://www.profanofeminino.com/

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: Resenha: A menina que brincava com fogo © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!