Resenhas: Os homens que não amavam as mulheres

07 outubro 2011


O ano de 1966 foi o pior na vida de Henrik Vanger.Era mais uma reunião da família dona de um império industrial na Suécia e nas palavras do diretor das empresas Vanger , o próprio Henrik, não era a concorrência que ameaça as empresas mas sim o fato de todos o grupo financeiro Vanger só poderia ser composto por Vangers e isso significava uma série de brigas familiares e problemas maiores que os econômicos.Nas palavras de Henrik todos seus familiares eram um bando de desalmados ,corruptos que só pensavam em dinheiro ; no meio daquela corja de urubus doidos para ter um parcela maior na empresa somente duas pessoas salvavam : seu irmão Gustav Vanger que já tinha morrido e sua sobrinha Harriet Vanger.No dia da reunião Harriet disse que tinha algo muito importante para dizer e depois desapareceu.Henrik está convencido que ela foi assassinada.E que um Vanger a matou.

Muitos anos depois Henrik contrata Mikael Blomkvist um jornalista especialista em denunciar corrupção de todos os gêneros e Lisbeth Salander um excelente investigadora com passado e métodos obscuros.E o que Mikael e Lisbeth vão descobrir é que apesar de Harriet ser muito jovem,as coisas que ela descobriu são dignas de máfia italiana.

Não posso contar mais sobre o livro 1 da trilogia Millenium.Corram pra livraria mais próxima meninas,boa leitura!
 

2 comentários:

  1. li os três livros da trilogia Millenium. São os meus favoritos. o final do 2º livro da trilogia é ótimo, não se consegue parar de ler. Faz a resenha do 'A cidade do sol', do mesmo autor de 'O caçador de pipas', é lindo. Sou apreciadora de livros.

    ResponderExcluir
  2. Adorei aqui! Será que você poderia visitar meu blog, e se gostar dele segui-lo? Garanto que sigo de volta!!!

    http://milkshakedapipoquinha.blogspot.com/

    Te espero lá!! Não esqueça de comentar e seguir!! Beijinhos!!!

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: Resenhas: Os homens que não amavam as mulheres © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!