A little hope

02 dezembro 2011



Unhas bem feitas, pele bem tratada, cabelos lustrosos. Bem vestida, olhos profundos delineados, batom adequado. Era sempre assim... Tudo certo, nada fora do lugar, nada em desalinho, nada de errado. Ao menos não com seu exterior. Ultimamente tornara-se apenas um ser totalmente mecanizado.
Mecanizado. Assim eram seus sorrisos e sua forma de responder "Estou bem, obrigada". Seus olhos já não expeliam a beleza de outrora, pois antes, mesmo profundos, ainda eram capazes de irradiar alguma luz.
Depois de mais um dia, "Sim, mais um dia. E amanhã tem mais..." seguia rumo ao seu refúgio particular - seu tão querido quarto. Tirava os sapatos, tomava um banho quente e a maquiagem agora não mais escondia o  que só ela conseguia ver. Os olhos profundos cercados de olheiras de noites mal durmidas, de lágrimas incessantes.
O cabelo, enfim podia ser preso num simples rabo de cavalo. Vestia agora seu moletom cinza e preferia deixar os pés descalços.
Já não havia beleza que escondesse a sua real postura melancólica.
Tinha passado por tanta coisa esse ano que a unica forma de não se magoar ainda mais era desacreditando.
Sim, desacreditando nas possibilidades, na verdade, no amor e até mesmo na vida, tal era seu sentimento de desesperança.
Nunca passara fome, mas não tinha fé que a alimentasse.
Nunca sentira frio, mas ninguém ainda fora capaz de aquecer seu coração.
Nunca dormiu ao chão, mas nem sempre teve o apoio que esperava.
Contudo, fora exatamente esse pensamento que a fez repensar na forma como estava enxergando o mundo à sua volta.
Ela não devia se amargurar pelos "poréns" que lhe acometeram, mas pelos "nuncas" que não lhes deixaram jamais em total desamparo.
Abriu os olhos e, de frente ao espelho conseguiu ver algo mágico que fez seu coração pulsar novamente.
Ao acordar, no dia seguinte, viu que um brilho diferente irradiava deles, e daí em diante descobriu sua verdadeira força, vinda de dentro de si. Aquela a que muitos chamam de esperança.

Isabela Santiago

Um comentário:

  1. As vezes, com pequenos acontecimentos, podemos nos tornar pessoas diferentes. Mudar o nosso perfil. De uma princesinha para uma molequinha.

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: A little hope © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!