Inseparáveis - capítulo XI

23 fevereiro 2012

- MELISSA, MELISSA.
Era o Dan me chamando. Eu tentava responder, mas voz nenhuma saía e meus olhos não se abriam.
- Tenho certeza que é culpa sua - agora a voz era do Felipe.
- Minha? MINHA? Ah, dá um tempo, você nem conhece a Mel - Dan estava irritado.
- Conheço sim, conheço muito bem, por sinal - ele deu uma risadinha.
- Cala a tua boca, garoto - Dan disse e pareceu se movimentar.
- Vem então, vamos ver quem ela vai preferir, otário - Felipe provocou.
- As duas crianças querem parar com isso? - a enfermeira disse, brava.
Silêncio. Silêncio total.
- Qual é, você vai ficar do lado dessa cama a tarde toda? - Felipe perguntou ao Dan.
- Vou - ele foi seco ao responder.
- Dan…? - falei, bem baixinho.
- Tô aqui, princesa, tô aqui, calma, vai ficar tudo bem.
- O que houve? - perguntei.
- Nada, pequena - ele me abraçou e me acalmou.
- Só mais meia horinha e você já pode ir para o quarto, Melissa - era a enfermeira.
Dan foi comigo até o quarto e me contou tudo.
- NO MEIO DA AULA? Que vergonha - falei.
- Não berra, Melissa. Sim, no meio da aula.
- Nossa… - se eu estava vermelha agora, imagina amanhã na aula.
- E a culpa foi minha. Desculpa não ter te chamado - ele fez uma cara triste.
- Não, tudo bem, Dan.
- Nada bem, Mel, eu sei que você tem pressão baixa, você deveria ter comido.
- Dan, vamos esquecer tudo isso, pode ser?
- Tudo bem, vem cá - e ele me chamou para um abraço que, óbvio, não recusei.
- Vou tomar um banho, tá? - falei.
- Tudo bem, te espero aqui.
Peguei minha roupa e fui até o chuveiro. Na volta, Felipe estava no corredor.
- Tá melhor? - ele perguntou.
- Sim, sim, obrigada.
- Quer dar uma volta igual ontem?
- Não, hoje eu preciso ficar no quarto, recomendações médicas.
- Ah, que pena - ele disse e, logo em seguida, me deu um super beijo.
- Ahm… - tentei pensar em algo para dizer.
- Boa noite então? - ele falou.
- É, até amanhã - falei e voltei para o quarto.
- Que cara é essa? - Dan perguntou.
- Ué, por quê? - falei.
- Me conta.
- Felipe…
- Aquele desgraçado - ele falou baixinho.
- Oi? - fingi  que não ouvi.
- Nada, nada - ele mentiu.
- Bom, me ajuda com os exercícios de hoje? - perguntei, desviando o rumo da conversa.
- Claro.
Pegamos as apostilas e sentamos no chão, ele começou a me explicar os conteúdos só que por algum motivo que eu ainda não sei qual, o brilho dos olhos dele não me deixaram prestar atenção.
- Entendeu, Mel? É fácil - ele falou, parece que tinha finalizado alguma explicação.
- Ahm, oi?
- Melissa, tu não entendeu??
- Desculpa - fiz biquinho.
- Você não presta, Mel - ele disse rindo e veio sentar ao meu lado.
Eu ri.
- Quer que eu explique de novo? - ele perguntou sorrindo, olhando nos meus olhos.
Ele estava perto demais de mim. A boca dele estava quase na minha.

2 comentários:

  1. Cá entre nós, tô torcendo pelo Dan :n
    Já na expectativa pelo próximo capítulo, como sempre ^^

    ResponderExcluir
  2. Morrendo aqui,aaaah #TeamDan haha! tô curiosa pra saber o que vi acontecer!!!

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: Inseparáveis - capítulo XI © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!