Inseparáveis - capítulo XII

25 fevereiro 2012

Ele ficou olhando nos meus olhos e eu nos dele. Ele sorriu, eu também. Quando ele aproximou a boca da minha, eu percebi o que estava acontecendo.
- Ahm, Dan, eu quero sim. Explica de novo, por favor? - falei, desviando.
- Ah, sim, claro, explico. Então… Onde foi que eu parei? Que parte você não entendeu? - ele parecia confuso.
- Acho que pode ser a partir daqui - apontei para o texto na apostila.
- Ok, vamos lá - ele disse, sério e começou novamente a explicar.
Dessa vez eu prestei atenção, anotei tudo o que ele disse direitinho no meu caderno.
- Entendeu, Mel? - ele falou, mais calmo.
- Sim, Dan, obrigada.
- Bom, então vou tomar um banho e dormir - ele disse e saiu do quarto.
Voltei a pensar no que havia acontecido antes. O Dan tentou me beijar? Mas… Nós éramos melhores amigos, será que ele gostava de mim? Mas por que ele não me disse? Eu tava confusa, muito confusa.
Sentei na cama, abri o laptop e enviei um e-mail para minha mãe.
“Mamãe,
tudo certo por aqui, e aí? A senhorita disse que sabia usar e-mail, então faça o favor de responder minha mensagem anterior. Estou com saudade, mãe, estou com saudade de casa, saudade de você, do papai, do meu quarto, do nosso bairro, do nosso cantinho… Aqui está perfeito, gostei dos professores, adorei as apostilas, achei super práticas, espero que eu me dê bem esse ano. Vou focar nos estudos, quero muito passar em enfermagem. Mas mãe, na verdade, eu estou um pouco confusa, nada na escola, é o Dan… Você acha que talvez ele possa estar afim de mim? Porque eu acho que ele quase me beijou hoje. Foi meio estranho, ai mãe, quero o seu colo, seu abraço… Tem outro menino aqui na escola que é muito lindo, nós meio que saímos, ele me beijou, estou curtindo, sei lá… O Dan está voltando para o quarto, vou desligar o computador. Te amo.
Com amor,
Mel”
- Dan? - falei, assim que percebi que a pessoa parou na porta.
Ninguém respondeu.
- Dan? - repeti.
Nada. Silêncio.
- Melissa, posso entrar? - não era o Dan.
- Pode, Felipe - falei.
- Obrigado - ele disse e entrou.
- Então…?
- Então isso - ele disse e me agarrou. Pegou na minha cintura, me levantou e me jogou na cama.
- Felipe, não, para com isso - falei, brava.
- Não quero saber, fica quietinha - ele falou e continuou me beijando.
- Dan, Daaan - tentei berrar, mas minha voz saiu mais baixo do que eu esperava.
- Fica quieta, não cama esse aí não.
- O QUE ESTÁ ACONTECENDO AQUI? - Daniel berrou assim que abriu a porta.
- A Melissa me deixou entrar e me trouxe pra cama… - Felipe falou imediatamente.
- Idiota, vai embora - falei.
- Sai daqui, Felipe, sai daqui - Daniel estava muito bravo.
Felipe deu um sorrisinho e saiu.
Sentei no chão e comecei a chorar.
- É com ele mesmo que você quer ficar, Melissa?
- Ele bebeu, eu senti o cheiro de vodka, ele bebeu… - falei soluçando.
- Eu vou dormir, é bom que ele não entre enquanto eu estiver aqui - ele falou e deitou na cama, virado para a parede.
Pensei em falar alguma coisa, mas desisti.
Deitei na cama e adormeci mais rápido do que achei que adormeceria.
- Melissa, hora de acordar. Quer que eu te espere ou posso ir indo? - Dan falou.
- Pode fazer o que você quiser, Daniel.
- Estou indo então, vou tomar café da manhã com os meninos - ele disse e saiu.
Me arrumei e fui tomar café da manhã sozinha, sentei na mesa mais isolada do refeitório.
- Melissa, antes de ir para a aula, vem aqui comigo - a coordenadora Paula disse assim que entrei no corredor para ir até a sala.

2 comentários:

  1. Nossa, que tenso que ficou! O Dan ficou bravo agora D: E essa Melissa hein? Por que não aceitou o beijo dele? Ahhh, fiquei triste! haha. Mas eu acho -na minha opinião de pessoa sem experiência nenhuma- que ela está muito confusa com tudo isso, deve ser difícl pra ela mesmo!

    Beeeijos =*
    www.likeawonderwall.tk

    ResponderExcluir
  2. haha adorei... Com certeza, se virasse um livro, eu comprava. Adoro romances adolescentes haha
    http://fashionistasbr.com/

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: Inseparáveis - capítulo XII © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!