I made it, USA: Eu consegui, também.

24 março 2012


Eu nunca, antes, me identifiquei com qualquer frase que via em algum programa de televisão, ou filme. Aquele tipo de frase, que você para e pensa: Essa é a frase da minha vida. Sabe? Uma frase que conseguisse expressar, toda a sua trajetória e esforço por alguma coisa. Uma frase que te define. Uma conexão entre mim e uma simples sentença de palavras. Não tinha acontecido, antes. Juro. Não desse jeito.  
Ai, lá estou eu, viciando  assistindo Glee, quando de repente, Rachel para no meio da Times Square, abre o maior sorriso e fala: “I made it” (Eu consegui). Eu não consigo explicar até hoje o que aconteceu comigo vendo aquela cena. Estava assistindo o episódio, mas perece que meu cérebro tinha congelado naquela frase. Como se, fosse eu ali, olhando para a Times Square, e dizendo aquelas mesmas palavras. Foi um sentimento bobo, e inusitado. Mas foi bom. 
Às vezes, coisas bobas nos levam às coisas grandes. Já pensou nisso? Um bobo “Oi. Tudo bem com você?” pode levar a uma grande amizade. Pode evoluir para amor. Casamento. Filhos. Futuro. Uma vida. Mas, enfim... Essa minha ladainha toda foi só para falar que: Eu fiz uma decisão, a partir de um sinal bobo. Mas a verdade é que, quando você realmente quer uma coisa, qualquer sinal é motivo para ir atrás do seu objetivo.
Eu vou fazer intercâmbio. Eu decidi isso, por que preciso de um tempo para mim. Não para descobrir quem eu sou, ou para saber o que eu quero da vida. Eu sei o que eu quero fazer, desde os meus cinco anos de idade. Preciso de um tempo para mim, mesmo. Só isso. Preciso ver os lugares que sempre sonhei, ser amigas de pessoas que ainda não conheci, e viver aventuras que foram feitas para mim.
Já terminei o meu ensino médio, e sim, eu deveria estar na faculdade. Mas eu quero viajar. Não é mimo, nem mau agradecimento. Eu quero viajar, por que não me sinto preparada agora para enfrentar a faculdade (e o fato de não ter meu curso, ajuda um pouco só, imagina). E sinto que alguma coisa, muito, mais muito mesmo, boa, me aguarda na terra do Tio Sam.
Um ano (ou mais hein) sem meus amigos, minha rotina, meu mimo de família. Não estou gastando um ano, se é o que pensam. Como já falei, eu terminei o Ensino Médio. Mas, vou fazer cursos profissionalizantes lá. Eu só tenho dezoito anos, pelo amor de Deus. Eu tenho que sair, viver. Não que eu não queira fazer faculdade, mas eu preciso aprender um pouco sobre o mundo, antes de enfrentar a realidade.
Esse blog é mais como uma ajuda: Vai me ajudar a dar notícias sobre mim, para todos que eu conheço de uma maneira geral. E vai ajudar você, também. Quem tiver dúvidas sobre intercâmbio, sobre como é a experiência, estarei aqui para isso. E eu vou logo informando: Não é por que ainda não embarquei que não posso escrever. Muito pelo o contrário, a vida de um intercambista, a partir do momento em que você faz a decisão definitiva.
Vou logo avisando outra coisa: Eu sou uma pessoa completamente atrapalhada. Sou chata. Sou engraçada. Reclamo de tudo. Além de inglês, sou fluente em Sarcasmo. Sou metódica. Gosto de organização. Gosto de sonhar. Detesto quando dizem que não posso fazer algo. Detesto quando me mandam fazer algo. Gosto de ser livre. Gosto de fazer minhas escolhas.  E detesto o jeito como algumas pessoas tão talentosas para destruir o sonho de outras, só por que o delas não deu certo. É tão difícil assim, honestamente, acreditar que alguém pode conseguir realizar seus sonhos?
Então, tenho dois recados para quem está disposto a ler esse blog... Primeiro: Me amem muito, por que eu sou demais (Sarcasmo de novo). E segundo: Você nunca sabe o que a vida está guardando para você. E você só vai descobrir quando sair da sua zona de conforto. Não deixe ninguém dizer que você não é capaz. Seres humanos tem um péssimo hábito de tentar destruir o que eles sabem que vai dar certo.

 P.S: Quero fazer um agradecimento especial à Pamella Paschoal, desde 2010 vem fazendo projetos comigo! Esse blog está aqui, parcialmente, graças à ela. Além de o design magnífico do meu blog ser dela. Obrigado, Pam! De coração.



Prazer em conhecer vocês. Mil beijos charmosos,
                                                      Momô.

2 comentários:

  1. Eu ja´tinha visto o post no blog,mas repito,amei!!*-*
    TÁ ROLANDO UM CONCURSO LÁ NO BLOG VALENDO DIVULGAÇÃO,VÃO LÁ:http://themudancas.tk/

    ResponderExcluir
  2. Nossa eu queria ter a coragem que você tem,essa sua frase "Você nunca sabe o que a vida está guardando para você. E você só vai descobrir quando sair da sua zona de conforto." mexeu comigo. Tenho vontade de ir morar em outra cidade que nem é tão longe da minha, mais não tenho coragem de sair dessa zona de conforto.

    Boa sorte nessa sua nova jornada!!!

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: I made it, USA: Eu consegui, também. © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!