Inseparáveis - capítulo XV

05 março 2012

- Probleminhas? - perguntei.
Daniel não respondeu.
- DANIEL, ESTOU FALANDO COM VOCÊ - gritei.
Ele continuou quieto.
- Tá, tudo bem, deixa então. Fica aí sem falar comigo mesmo.
Óbvio que se eu tinha algum sono, ele tinha sumido. Todas essas coisas acontecendo, eu não aguentava mais.
“Estamos sem internet em casa, seu pai está vendo como arrumar ainda. Sabe como é aqui, né filha. Mas esse final de semana irei até a casa da sua tia e nós nos falamos. Durma bem. Mamãe. Ps: evoluí, agora sei mandar sms! Beijos, filha.”
Por isso que ela não havia respondido meus e-mails. Essa mensagem me fez dar um sorriso imenso. Eu estava com saudade da mamãe, do papai, de casa.
“Seremos sempre, inseparáveis.” Essa frase não saía da minha cabeça. Eu ainda tinha o bilhete que meus pais fizeram na primeira viagem que eu fiz sozinha, primeira vez fora de casa. Eu morrendo de medo, mas aquele bilhete fez com que eu me divertisse tanto e tão tranquila.
Deitei na cama. Virei para um lado, virei para o outro. Nada. Nada do sono aparecer.
- Melissa - ouvi alguém sussurrando na porta.
Era o Felipe, ele tinha várias coisas para me explicar.
- Oi - abri a porta e disse, séria.
- Vem aqui - ele falou e foi em direção ao corredor.
Segui-o.
- Então, pode me explicar por que eu fiquei esperando lá? Por que você veio no meu quarto falar com o Daniel? - comecei a perguntar milhares de coisas.
- Desculpa… É que meu pai ficou doente, tive que ir correndo.
- Mandar mensagem pra quê, né? Me avisar, qualquer coisa…
- Me desculpa, amor, por favor - ele fez cara de cachorrinho que caiu do caminhão de mudança.
- Tá, tudo bem,  só não faz mais.
- Fui lá no seu quarto depois me desculpar, posso saber onde a senhora estava? Só tava aquele menino…
- Já que você me abandonou, eu saí sozinha.
- Ah, é assim? - ele falou e começou a me beijar.
- É assim mesmo - falei rindo e o beijei também.
- Vem aqui comigo - ele me puxou.
- Pra onde? - perguntei.
- Só vem - ele falou.
- Mas Felipe…
- Não tenho companheiro de quarto, vem me fazer companhia hoje.
Ele abriu a porta, me deitou na cama e começou a me beijar. Beijou todas as partes do meu corpo, tirou minha blusa, meu shorts, começou a tirar meu sutiã…
- Felipe… - falei baixinho.
- Fica quietinha, amor - ele disse e me calou com um beijo.
Parei de pensar e deixei ele fazer tudo o que ele quisesse. Acho que eu queria também. Ele era apressado, foi tudo tão rápido, muita vontade em tão pouco tempo. Doeu, mas como era minha primeira vez, eu sabia que isso era normal. Foi totalmente diferente de tudo o que eu imaginei. Não foi bom nem ruim, só foi.
- Acho que eu preciso voltar para o meu quarto - falei.
- Mas já? - ele perguntou, me puxando para a cama novamente.
- Já - falei, levantando.
Ele me deu um beijo e eu fui.
- Onde  é que você estava? - Daniel perguntou, assim que eu abri a porta.

2 comentários:

  1. Menina, eu tinha esquecido totalmente do link do seu blog e eu estava loucamente atras dele pra ler o texto... quase tive um treco... posta mais hihi
    http://fashionistasbr.com/

    ResponderExcluir
  2. Super burra ela né, dar osadia pro Felipe...

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: Inseparáveis - capítulo XV © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!