Inseparáveis - capítulo XXVIII

17 abril 2012

Ele levantou e ficou estático na minha frente. Por que tão lindo com esse shorts, essa camiseta velha e esse cabelo bagunçado? Cheguei bem perto dele e comecei a tirar sua camisa. Tentei me concentrar exatamente no que eu estava fazendo, mas aquela barriga de tanquinho chamava muito a minha atenção. Não era exagerada, era… Perfeita. Na verdade, ele era perfeito. Quando eu terminei e ele sorriu para mim, não me restavam mais dúvidas de que aquela era a hora e a coisa certa à fazer. Fui empurrando-o para trás e o deitei, delicadamente na cama. Sentei em cima dele, me abaixei e comecei a beijá-lo.
Foi a noite mais perfeita da minha vida. Sem mais comentários.
- Bom dia, princesinha - ouvi a voz do Dan, calma em meus ouvidos.
- Bom dia, meu amor - foi inevitável sorrir ao lembrar da noite passada.
- Tudo bem? - ele deu um sorriso safado. Também lembrava.
- Tudo ótimo - retribuí com o mesmo sorriso.
- Tá na hora de acordar, amor - ele deu um beijinho na minha testa.
- Vou me trocar - falei, levantando.
- Ainda quer que eu olhe para a parede? - ele perguntou, provocando.
- Sim senhor - brinquei.
- Ah, amor - ele se indignou.
- Tô brincando, amor - eu ri.
Enquanto eu me trocava, ele prestava atenção direitinho em tudo o que eu fazia e em todas as partes do meu corpo.
- Tá, amor, não fica me olhando assim, né, vai se trocar também, poxa - fiz bico.
- EU. NÃO. RESISTO. Ainda mais quando você faz bico - ele saiu da cama que nós estávamos e veio correndo até mim. Me abraçou, me beijou e me jogou na outra.
- Para, Dan - falei rindo enquanto ele me fazia cócegas.
- Shiu, fala baixo, Melissa - ele riu.
- Para com isso - eu não conseguia segurar a risada.
- Só paro se você me beijar - ele falou, sério.
Eu não ia recusar. Não mesmo. Tirei ele de cima de mim e fui para cima dele. O beijei com vontade e, para completar, mordi o lábio inferior dele.
- Você tem que parar com essas coisas - ele disse.
- Essas coisas tipo…? - perguntei.
- Essas coisas de me provocar, não me responsabilizo mais pelas consequências - nós dois rimos.
Terminamos de nos arrumar e fomos tomar café da manhã.
- Odeio a aula de hoje - ele falou.
- Não gosta porque o professor é bonito e as meninas prestam mais atenção nele do que em você - provoquei-o e ri.
- Quietinha - ele deu um sorriso e me beijou.
A aula até que passou rápido. Saímos para almoçar em um restaurante perto da escola e voltamos para o quarto e ficamos estudando. 
Os meses estavam passando depressa, o namoro com o Dan estava cada vez mais perfeito, o vestibular estava chegando, a pressão só aumentava, a saudade de casa também. Como agora tinham aulas extras nos finais de semana, viajar era quase impossível.
Para nossa sorte, as férias estavam chegando e nós poderíamos passar 2 semanas em casa. Foram 2 semanas perfeitas, a família toda reunida, tanto a minha quanto a do Dan, mas tudo passou muito rápido. Já era hora de voltar.
Estamos em agosto, cheio de trabalhos, cheio de provas, parecia que eu estava de tpm o mês inteiro. Eu estava irritada, chata e cansada, eu sabia disso. E o Dan também.
- Melissa, precisamos conversar - ele disse assim que entrou no quarto.

5 comentários:

  1. aaaaa, continua, n faz isso com a gente *o* haha
    beijinhos, thá mendes
    http://rockssip.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. ahh não acredito que vou ficar morrendo de curiosidade até sair o próximo!!

    ResponderExcluir
  3. ai to amando ta parecendo novela acho que no final vc deveria fazer o livro eu compraria para ler de novo e de novo adorei essa historia.

    freestyle-sz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Tbm adoroooooooooooooo

    ResponderExcluir
  5. POSTA O PRÓXIMO CAPÍTULO LOGO E CONCORDO QUE VOCÊ DEVERIA FAZER UM LIVRO! BEIJOS!

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: Inseparáveis - capítulo XXVIII © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!