Inseparáveis - capítulo XXX

26 abril 2012

- Felipe? - perguntei antes de virar.
- Ainda conhece minha voz, ein princesa.
- Cala a tua boca, garoto - Dan falou sério, se virando para Felipe.
- Nossa, nem se estressa, Danielzinho - Felipe provocou.
- Para, amor - falei baixinho para o Dan.
- Esse cara não tem noção mesmo, né - ele também falou baixo para mim.
- E como vão as coisas? Tudo certinho? - Felipe falou com a voz mais insuportável do mundo.
- Tudo ótimo - falei antes que o Dan falasse qualquer besteira.
- Ah, que bom! A escola toda deve estar sentindo minha falta, não? - ele riu.
- Cala a boca, Felipe - falei.
- Me beija então - ele disse se aproximando de mim.
- Qual é a tua? - Daniel levantou.
- Nada, nada - Felipe riu.
- Parem vocês dois - interferi quando os dois estavam se olhando fixamente planejando uma briga apenas nos olhares.
Eles não se moveram. Nenhum dos dois.
- Daniel - chamei.
Nada.
- Vamos embora - peguei na mão dele e o puxei. Ele veio comigo, mas ainda olhando para Felipe.
- A namoradinha tem que proteger, é? Não dá conta?? - Felipe não cansava de provocar.
Quando Dan começou a virar para olhar em sua direção novamente, puxei-o para mim e o beijei.
- Eu gosto quando você me surpreende assim - ele deu um sorriso, estava bem mais calmo agora.
- Vem, vamos voltar para a escola.
Fomos o caminho todo em silêncio. Quando chegamos no quarto, as perguntas ainda estavam rodando pela minha cabeça e resolvi compartilhar com o Dan.
- Mas qual é o problema desse garoto? Por que ele voltou? O que ele veio fazer aqui? Por que ele não nos deixa em paz?
- Não sei, princesa, não sei - Dan falou, cabisbaixo, sentado na cama.
- Que foi, Dan? - percebi que havia algo errado.
- Nada - ele mentiu.
- Aham, conta outra.
- Sério.
- Não me engana, Daniel, eu te conheço.
Ele ficou um tempo em silêncio mas depois desabafou.
- É que eu tenho medo de te perder, entende? Medo de não ser bom o suficiente, medo de sei lá…
- Ei ei ei, shiu. Quietinho. Você não vai me perder - falei, sentando no colo dele.
- Promete? 
- Prometo, meu amor - falei e o beijei.
Felipe não apareceu mais. Os alunos estavam comentando que ele visitou a escola para falar com a coordenadora Paula, mas nem eu nem Dan havíamos o visto.
—-
Faltava 1 mês para o vestibular e eu estava simplesmente SUR-TAN-DO.
Para ajudar, o Dan não estava aqui. O time de futebol da escola tinha ganhado as classificatórias e foram jogar em outro estado. Ele já estava há 1 semana e meia fora e ia ficar mais uma. E eu tinha chegado à uma conclusão: viver longe dele era impossível.
E mais uma noite eu estava deitada na minha cama, lendo os livros necessários até que meu celular tocou.
- Daaaaan!! - atendi toda animada.
- Oi Mel.
- Nossa, que que houve? - perguntei pois a voz dele não estava normal.
- Não dá mais.
Não dá mais o quê? Af, eu sabia. Esses campeonatos sempre cheios de líderes de torcida, ele deve ter achado uma mais legal, mais bonita e mais gostosa do que eu, tinha certeza. Não, ele não podia fazer isso. Ele ia terminar comigo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desejos de Menina: Inseparáveis - capítulo XXX © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!