Quando a dor te corta

01 abril 2012


Eu não sei lidar com coisas como a morte, dor, desespero. Sei lidar com a minha dor, mas perante a dor dos outros me sinto uma inútil. Nunca consigo encontrar palavras para esse tipo de situação. Mas se isso resolvesse, á todos aqueles que sofrem, por quaisquer motivo que seja, eu apenas gostaria de dizer isso:

Queria apenas poder tirar todo o peso que aflige seu coração cansado e depositar este peso num buraco tão profundo que não lhe dê possibilidade de retorno para te fazer mal. Queria tocar em sua alma e remover dela toda a escuridão que se faz quando a tristeza é superior a tudo, trazendo-lhe luz e despertando-lhe sentimentos como esperança e alegria. Queria poder abrir seus olhos e fazê-los enxergar que existem sim motivos para continuar vivo, por mais bobos que possam parecer e que viver vale a pena, independente do quanto isso possa te machucar. Queria poder fazer milagre, te dar alívio ao pôr a mão no teu peito, livrando-lhe da falta de ar que a dor proporciona. Queria te ensinar como não se machucar, como não se apaixonar pela pessoa errada ou mesmo como ser forte.

Mas não posso.
Porque isso é o que se passa pela minha cabeça, não o que eu consigo dizer.
Então, por enquanto, o que ofereço é um colo confortável, um ombro amigo e uma prece para que tudo mude, mude para melhor. Porque apesar de não saber o que dizer quando a dor te corta, ainda assim, estarei ao seu lado.

(Texto baseado na música Quando a dor te corta, Leoni)

2 comentários:

  1. Eu nunca perdi um familiar que realmente gostasse, e quando vou a velórios não o que dizer, como ajudar aquela pessoa? Isso chega a ser uma missão impossível! :/

    http://acessopermitidoblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu também já passei por isso, com a dor da gente é ate mais fácil, e não é como se a gente pudesse dizer para a pessoa que está sofrendo um "tudo vai ficar bem", esse tipo de situação é bem difícil :e
    http://themudancas.tk/

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: Quando a dor te corta © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!