Apenas acredito

01 julho 2012



Mesmo sabendo que posso me ferir, que eu posso estar plenamente errada e estar suscetível a bater de cara com o chão por mais uma vez, na maioria das vezes opto por acreditar.
Algo meio contraditório para alguém que passa tanto tempo rodeada por pensamentos não tão iluminados como deveria ter.
Mas quando falo em acreditar me refiro às pessoas.
É.
Pode ser um grande defeito, mas eu acredito nelas. Ou pelo menos em grande parte delas.
Não sou boa com mentiras, nem com as pequeninas, muito menos com as grandes.
Normalmente eu começo a rir ou tento não olhar diretamente nos olhos da pessoa quando estou mentindo. Não me sinto confortável o suficiente pra fazer isso, e pode ser que esse detalhe em mim, seja bom para minh'alma às vezes. Me perdoar pelo que deixo de fazer de errado, ao menos.
O problema é que eu acredito em verdades assim como acredito em mentiras, pois ambas são depositadas em minha mente através das mesmas línguas - das pessoas.
Provavelmente é isso que me torne muito mais suscetível a ser enganada que a maioria das pessoas que eu conheço. Porque normalmente eu penso "Porque e pra quê ele/ela estaria me enganando?"
Talvez se todos pensassem assim, mentiras já estariam em declínio no mundo da linguagem humana.
É engraçado, eu tenho uma visão diferenciada de certas coisas.
Não, não me coloco como exemplo a ser seguido. Aliás, não façam isso. Eu sou muito problemática pra   servir de modelo pra quem quer que seja.
Mas eu penso assim. Não acredito que exista alguém inteiramente ruim, tal qual não deve existir alguém perfeito. Eu acredito na humanidade existente em cada pessoa. Acho que ninguém nasce ruim, mas como um filósofo o qual não me recordo o nome, disse "O homem em seu estado natural é bom. A sociedade é que o corrompe". E é verdade. Quantas pessoas são corrompidas pelo que vêem nas telas de um computador, da tv, ou mesmo por amizades não tão boas assim. Obviamente existe algo chamada personalidade própria, mas num ambiente que não favoreça o desenvolvimento do que é melhor na pessoa, fica difícil algum "milagre" acontecer. Se bem que as vezes até que vale a pena acreditar.
Mas num mundo onde mentiras são plantadas como sementes que darão frutos, como continuar acreditando?
Eu ainda não descobri a resposta, minhas sinceras desculpas.
Eu continuo acreditando, mesmo carregando alguns arranhões e cicatrizes dentro de mim. Porque é no momento em que você passa a acreditar, que você dá ao mundo uma chance, unica que seja, pra provar que tudo vale a pena, quando é de fato concreto, verdadeiro.
Basta acreditar.

Um comentário:

Desejos de Menina: Apenas acredito © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!