Um cafajeste pra chamar de meu: Não se fala de amor nos jornais

22 agosto 2012

Alguém que eu nem conheço e que já faz tanta falta na minha vida. Abrimos profiles, vemos fotos, imaginamos momentos que nunca passamos e idealizamos coisas que nem sabemos se realmente podem acontecer. Não sabemos endereço, telefone, sequer o nome, sobrenome, codinome, ultimo numero do telefone e nem se realmente essa pessoa existe, mas insistimos em termos saudades de alguém que não conhecemos só por uma razão: Todo mundo precisa de alguém.

Todo mundo precisa de AR pra respirar e viver né? Não! Na verdade todo mundo precisa de AmoR pra viver. Seja paterno, materno, de namorado, mas todo mundo sente e vive por isso.

A gente sonha, cai se levanta e vai. Viramos noites escrevendo musicas, textos, declarações, cartas. Ligamos o chuveiro no quente no verão e esperamos o vapor no vidro só para declararmos o amor. Contamos horas, minutos, datas, histórias, segredos, medos, vontades, mentiras, verdades. Pegamos chuva, mandamos flores, choramos de alegria, rimos da tristeza, e chegamos a uma só conclusão: Respirar é pouco, respirar por alguém é muito melhor.

Se envolver com uma pessoa nova é como riscar o fósforo e alimentar um romance só enquanto a chama se mantiver ali, intacta. Os 5 segundos mais intensos da sua vida. Riscar e arriscar? E se for o último fósforo da caixa? Você vai riscar com mais cuidado? E se seu dedo já tiver queimaduras de outros? Vai desistir com medo? Você tem duas tomadas na sua vida: A tomada do seu sonho e a tomada do seu medo. Se você ligar na tomada do sonho, vai viver o sonho. Se ligar na do medo, vai viver com medo. Se ligar na do sonho e depois na do medo, vai queimar sua tomada. Faça suas escolhas com a convicção de que o mundo sempre vai girar e isso também serve pra você.

Nunca escolhemos quem vamos amar porque somos burros. Mas deveríamos. Amor é ESCOLHA. Devíamos escolher a pessoa certa pra vivermos sem o medo. Ninguém tem que carecer de um momento especial, de um ‘eu te amo’ ou de lembranças boas. Isso tudo é consequência de um sentimento que vai sendo construído. A razão e o coração não falam a mesma língua, eu sei. Mas será que você deve escutar o que eles tem a dizer? Na verdade você tem é que falar. Falar que vai sim ser feliz e não importa com quem, como, aonde e quando. Você só vai saber se o salgadinho é gostoso, se experimentar. Vai lá e vive, acredita! Não se arrependa de nada, faça o seu. Pior do que levar culpa de outra pessoa é levar a culpa dentro de si. A outra pessoa pode sumir da sua vida, mas e você? Você vai se deletar do facebook também pra tentar se livrar do problema? A única pessoa que você tem que manter uma relação perfeita de harmonia pro resto da vida se chama: VOCÊ MESMO. Então: Seja cafajeste, um príncipe. Seja malvada ou uma menina de ouro. Mas, com a mente limpa e ame muito, mas antes de amar alguém e acima de amar alguém, se ame. Deixe pra amar depois o que chegou depois.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desejos de Menina: Um cafajeste pra chamar de meu: Não se fala de amor nos jornais © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!