Nunca fui beijada - 5º capítulo

09 março 2013


- Oi Dani. Cê ta procurando por alguém?
- Não, Gustavo. Tô ligando pro meu pai, na verdade, já to indo.
- Ah, que pena...
Meu susto não foi tanto pelo fato do Gustavo sair de um espaço mais reservado junto de outro homem, mas pelo fato desse homem ser o Alisson.
- Bem, vou pra portaria. Boa festa pra vocês. - e sai sem querer dar muita conversa.
Naquele momento eu tive certeza que tava absolutamente errada em ter qualquer tipo de sentimento que não fosse de amizade e unicamente amizade com ele. Foi uma mistura de alívio com tristeza, sabe? De ter plena certeza de que você jamais alcançaria algo que nunca lhe pertenceu.

Dia 28 de maio

Essa segunda-feira foi aquele dia extremamente corrido, sabe? Fui ao dentista bem cedo e acabei perdendo as duas primeiras aulas, daí tive que pedir o caderno da Bárbara pra anotar as duas ou três paginas da aula de biologia. Ia passar o intervalo inteiramente ocupada se não fosse o Alisson me chamar para dizer alguma coisa. Pedi desculpas, apesar de estar um pouco interessada em saber o que ele tinha pra me dizer, mas disse que tava lotada de coisas para fazer. Tentei me concentrar nas duas aulas finais quando recebi um recadinho dele:

Me espera na saída, quero falar contigo.
Alisson

Eu não queria, mas de tempos em tempos minha cabeça voava tentando imaginar o que ele poderia me dizer. E essa sensação de estar em modo voando ao infinito e além só complicava o meu entendimento na matemática que estava sendo explicada.

Eu mal tinha posto o pé pra fora da sala, ao tocar o sinal, e já o via na pilastra próxima da saída, de mãos cruzadas e olhar profundo.
- Dani, preciso falar contigo.
- Isso eu já sei.
- Bora pra a praça, então?
- Olha Alisson, eu não tenho muito tempo hoje, mas se você for breve eu posso ate te escutar.
- Ta certo, ta certo....
Ele parou por alguns instantes.
Estava um pouco pálido e quando encostou em mim ao me chamar pra conversar, percebi que suas mãos estavam geladas. Seu nervosismo não deixava que olhasse diretamente nos meus olhos como costumava fazer, mas ao contrário, agora olhava para os lados e para baixo, desviando o olhar.
- Então...?
- Dani, você é uma das pessoas que eu realmente tenho consideração, então acho que depois de sábado, você deve saber um segredo que eu tava guardando há algum tempo...
Ele respirou fundo, e parou por mais um tempo, e falou:
- Eu sou bissexual.
- ...
- Fala alguma coisa!
- O que cê quer que eu diga?
- Sei lá, qualquer coisa!
- Tenho que ir, tchau.
- Não, espera...
Mas eu já tava longe.
Depois de passar a tarde afundada nos livros para o simulado de quarta-feira, eu pude pensar um pouco sobre o que o Ali me disse. Não que isso alterasse o fato de eu não quero-lo mais como nada que não seja amigo, mas sei lá. Não tava acostumada com esse tipo de revelação. Não era preconceito, ate porque sempre respeitei muito a diversidade existente em todos os âmbitos sociais, nem indignação.
Era apenas, surpresa.

Continua...

Por: Isabela Santiago

2 comentários:

  1. Tá cada dia melhor! Quero saber o que vai acontecer logo! hahaha

    ResponderExcluir
  2. Tá muito bom, ja queria ler o proximo capitulo =/

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: Nunca fui beijada - 5º capítulo © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!