Nunca fui beijada - 12º capítulo

17 novembro 2013




Acordei assustada com um pesadelo que era muito mais real do que eu queria.
Com os olhos já abertos, fui revisando através das minhas memórias todos os detalhes daquela noite e me senti perdida, entre as minhas possibilidades.
O que eu deveria fazer?
Levar o caso de assédio pra diretoria ou me calar?
Enquanto me arrumava pra ir pro colégio, meu celular tocou.
- Daniela?
- Oi, quem é?
- É o Aly, Dani.
- Ah, oi Aly. Aconteceu alguma coisa pra cê tá me ligando agora?
- Na verdade eu é que te pergunto.
- Você tá sabendo de alguma coisa?
- Não...
- Seja sincero.
- Eu vi você correndo ontem e em seguida vi o Ricardo saindo do colégio.
- Aly, a história é complicada então prefiro falar contigo pessoalmente, depois da aula.
- Tudo bem.
- Até daqui a pouco então.
- Até.

Tomei meu café rapidinho, peguei minha mochila e fui pro colégio.
Passando pelo portão, senti meu pulso sendo puxado pra trás.
- Daniela, precisamos conversar.
Era o Ricardo.
Ele estava de óculos escuros com cara de poucos amigos.
Meu coração parou naquele momento. Visualizei tudo o que poderia me acontecer.
Primeiro me imaginei sendo aniquilada.
Depois me vi humilhada frente à escola inteira.
Por ultimo me vi forçada a ir morar num outro país pra não ter que dar de cara com o professor e com todas as pessoas que eu conheci.
- Daniela?
- Ah, oi, oi. Pode falar.
- Posso conversar contigo na saída?
- Sim, tudo bem.
- Okay.
Saí quase correndo dali. E acabei me esbarrando com o Alyson.
- Ei, filha, olha por onde anda.
- Desculpa.
- Dani?
- Eu.
- Aconteceu alguma coisa?
- Ainda não.
- Como assim?
E o sinal nos interrompeu nos forçando a seguir pra aula.
"Dani, quero saber o que tá acontecendo. Me encontra no final da aula?" foi o bilhete que o Aly me mandou, o qual eu tive que responder "Conto sim, mas tenho que resolver um assunto antes. Te encontro na praça." Ele me olhou meio desconfiado mas fez que sim.

Passei a aula tensa, com os olhos fixos no quadro. Nem me dei conta que a aula já tinha acabado. Foi quando eu ouvi uma voz me chamando.
- Daniela, podemos conversar?
O Ricardo entrou na sala e, se aproveitando que já não tinha mais ninguém além de mim, entrou e fechou a porta.
- Olha, eu sei que você deve estar assustada. Eu entendo o seu lado. Queria me desculpar primeiramente, porque eu bebi além da conta e falei coisas que não devia. Você não tem culpa de nada, pelo contrário. Eu fui imprudente por me deixar levar pelos meus sentimentos e pelo excesso de álcool. Mas eu queria te pedir, implorar para que essa história só fique entre nós dois. Eu prometo não falar nada pra ninguém desde que você mantenha segredo.
- Tô meio confusa com tudo isso e...
- Olha, gatinha, eu sinto uma grande atração por você, não vou negar. - ele foi se aproximando de mim, sentou-se do meu lado e colocou a mão sobre minha perna - Mas não posso te forçar a algo que você não queira, entende? A não ser que você esteja aberta para que algo aconteça eu poderei tentar, realmente, alguma coisa...
- Ricardo, eu...
- Não precisa me responder nada agora. Só me diz que vai manter segredo quanto à isso. Por favor.
- Tudo bem. - nos levantamos e eu me virei pra pegar minha bolsa.
- É por essas e por outras que você é minha aluna preferida - ele sussurrou no meu ouvido.

Fiquei paralisada enquanto ouvia seus passos se afastando da sala, me deixando sozinha junto ao turbilhão de pensamentos que se formava dentro da minha mente.


Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desejos de Menina: Nunca fui beijada - 12º capítulo © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!