PROJETO GET FIT- Fase de Ataque

28 março 2014


Se você entendeu a proposta dessa dieta e está disposta a cumprir as regras, vamos entender algumas coisas.

A proteína é um nutriente essencial na constituição do nosso organismo, assim como também deve ter presença fundamental em nossa alimentação. Por ser formada por moléculas de cadeias longas, sua digestão, em relação aos demais alimentos, é bem mais longa e o seu gasto energético para ser digerida é bem maior, assim, você acaba gastando energia até mesmo ao consumi-la.

Ao contrário da maioria das dietas difusas mundo afora - que se baseiam, em grande parte, no consumo de frutas, legumes e alimentos integrais - essa dieta trará saciedade se tornando, portanto um meio menos sofrido de perder a gordura acumulada em seu corpo. [No livro, que você pode comprar ou baixar pela internet, existem explicações mais específicas do funcionamento das proteínas, caso você queira mais informações, portanto, não deixe de lê-lo.]

Um fato é que, quando você, tal como eu, é adepta dos alimentos ricos em carboidratos e lipídios é um pouco mais difícil seguir a dieta, pois existem muitas coisas que farão falta no nosso dia-a-dia. Mas a possibilidade de emagrecer sem tanta dificuldade, ou melhor, uma dificuldade passageira e, com o tempo, até agradável, torna tudo isso apenas um pedregulho no meio de uma estrada longa.
A duração da dieta de ataque (a primeira fase da dieta) é de cinco dias em média. Porém, para objetivos menores que 10 quilos, três dias de ataque são suficientes, enquanto percas inferiores a cinco quilos se bastam num dia. Para obesidades maiores, onde a perda passa de vinte ou existe uma motivação extrema, um período de sete a dez dias é suficiente, com a condição de não se deixar de consumir bastante liquido. [Eu, por exemplo, fiz a de uma semana.]

O próximo passo é saber os grupos de alimentos os quais você poderá se alimentar. São onze:
  1. Carnes magras (todos os pedaços para assar ou grelhar da carne bovina, especialmente o bife, o rosbife, o file, pedaços de açougue, evitando as partes gordurosas; a vitela (escalope, o assado e o fígado de vitela); carne de hambúrguer ou mesmo almôndegas são permitidas, desde que seu preparo seja livre de óleo; lembrando que nem porco e cordeiro são autorizados na fase de ataque)
  2. Miúdos (fígado e língua)
  3. Peixes (não existe restrição para esse grupo, exceto os conservados em óleo, os demais são completamente liberados)
  4. Frutos do mar (todos os crustáceos e mariscos)
  5. Aves (toda ave é autorizada desde que sem a pele; no frango é proibida a parte interna da asa por ser gordurosa) Obs..: O autor acrescenta o coelho como carne também liberada, mas como ele não é um animal consumido normalmente pelos brasileiros não quis lhe dar muito destaque.
  6. Presuntos sem ou com baixo teor de gordura (peito de peru defumado e blanquet de frango)
  7. Ovos (podem ser consumidos duros, na casca, cozidos, mexidos, em omelete, mas sem adição de óleo) Obs..: Consumo máximo de 3 ou 4 gemas por semana. Se você quiser comer mais ovos tire a gema e coma somente a clara.
  8. Proteínas vegetais (tofu, seitan (carne vegetal), - os demais são reservados principalmente ao vegetarianos - tempeh, hambúrguer vegetal, proteína de soja texturizada, leite e iogurte de soja)
  9. Laticínios magros (iogurtes com zero de gordura (os brancos, os aromatizados de limão, coco ou baunilha e os frutados, esses últimos devem ser consumidos em menores quantidades), queijos brancos com zero de gordura, em resumo, os laticínios magros)
  10. Um litro e meio de líquido por dia (água, chás, infusões, refrigerante com zero caloria, café) Obs..: É a unica categoria inteiramente obrigatória.
  11. Uma colher e meia de sopa de farelo de aveia
Adjuvantes permitidos:
  • Leite desnatado, aspartame, vinagre, condimentos, ervas, tomilho, alho, salsa, echalota, cebolinha, especiarias (baunilha, canela, cravo, curry, coentro e colombo), cebola e picles (desde que usados em pequenas quantidades), limão (para temperar peixes e frutos do mar, mas jamais como suco ou limonada), sal e mostarda (uso moderado), chicletes com zero açúcar. Todos os óleos, inclusive o azeite, são proibidos.
Coma quantas vezes quiser e com a quantidade que te sacie, desde que se alimente apenas com os alimentos dessa lista, para que a fome não apareça. Jamais pule refeições. Beber líquido enquanto come faz bem, porque você sentirá saciedade mais rapidamente. Não deixe que os alimentos necessários à sua dieta faltem, sempre tenha-os em seus armários ou geladeira.

Observações: Pode ser que aconteça de você adquirir um hálito mais forte, para isso beba ainda mais água. Na espera da menstruação, a perda de peso é camuflada pela retenção de líquidos, logo, é preferível começar a dieta depois do fim da menstruação.

Seu foco agora deve ser de se alimentar apenas com alimentos contidos nesta lista e nada mais que isso. Variar sua alimentação com todas as possíveis combinações utilizando os alimentos autorizados que são total e verdadeiramente pra você.

BOA SORTE E VAMOS EM FRENTE!

Isabela Santiago

Um comentário:

Desejos de Menina: PROJETO GET FIT- Fase de Ataque © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!