O meu amor

23 abril 2014


Nós somos um tanto quanto diferentes.
Ele é devagar, tem mais paciência pra esperar certas coisas.
Eu sou apressada, gosto de fazer tudo na mesma hora, não quero perder tempo.
Ele entende de música, sabe qualificar cada nota, tom e melodia só de ouvir.
Toco violão mal mal, apesar dele dizer que minha voz é linda.
Ele é alto. Sou baixinha.
Ele é grudento, gosta de ficar agarradinho como se fosse um bicho preguiça.
Eu sou um tanto quanto antissocial. Aprendi a gostar de contato físico com ele.
Ele é loiro de cabelos lisos e eu sou morena de cabelos naturalmente cacheados.
Ele é folgado e bagunceiro. Eu sou sistemática e organizada.
Mas no meio de toda essa antítese, descobrimos algo em comum: o amor.
De uma amizade se fez presente esse sentimento capaz de mover montanhas e de mudar o mundo de cabeça pra baixo.
Aprendi a ser mais carinhosa enquanto ele passou a prestar mais atenção no que eu dizia.
Nosso ciúmes bobo combina, e ele sempre me encanta quando diz que eu sou linda quando nem eu mesma acredito.
A verdade é que ele me completa, sabe?
Enfim achei aquele alguém capaz de me fazer pensar no futuro como algo bom.
Me vejo num apartamento aconchegante, numa casa com varanda, num quarto com vista pro mar, numa janela olhando um jardim... E em todos esses lugares possíveis é ele que está ao meu lado.
Não preciso de luxo, nem de fortuna quando sei que tenho a maior de todas as riquezas: o amor correspondido.

Isabela Santiago

2 comentários:

  1. Lindo texto,lembra muitas coisas.
    porqueestrelas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto!
    http://sobre-tudoum-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Desejos de Menina: O meu amor © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!