Uma viagem no tempo dentro de músicas atuais

01 abril 2015


Um post de Páscoa simplesmente não pode ser só uma resenha ou só uma playlist e pronto não é? Por isso mesmo, guardei para essa chocolatosa semana um "post combo" cheio de amor. E se semana passada eu te convidei para um tomar sorvete, dessa vez eu quero saber se vocês animam fazer uma viagem comigo. A música fica por minha conta pode ser?

O contexto da viagem é que de uns tempos pra cá eu venho percebendo uma forte tendência que o mundo da música vem vivendo, a de nos dar o poder de voltar no tempo sem deixar de lado, nossas características musicais atuais. Aliás, já aviso que não é minha intenção usar termos técnicos, quero que vocês percebam tudo através do que cada música carrega em si, garanto que vocês vão curtir e entender minha proposta de um jeito muito divertido e literalmente original. E para que isso comece a acontecer, eu te convido para a nossa primeira parada: Resenha do show do Bastille e Foster the People em Belo Horizonte. 

E assim eu posso afirmar que foi tudo amor puro, amor verdadeiro. Desde o show ter começado pontualmente às 21h30 até o fato de que, até hoje, não consigo acreditar que pude assistir a dois shows sensacionais em uma mesma noite. Bastille demonstrou que não são somente “os caras do Pompeii”, através de muito carisma e presença de palco e de chão, sim o vocalista, Dan Smith, foi pra galera e chegou a dar um rolê até na arquibancada. E ao contrário do que vi algumas pessoas comentando, o show não foi playback galera. O que acontece é apenas o uso de um recurso bastante explorado pela banda, que são batidas eletrônicas para acompanhar a banda que sim, sabe fazer muito bem ao vivo. E é muito por meio dessa técnica, que Bastille nos convida a voltar nos anos 90 por meio de um remake delicia de “The Rhythm Of The Night”.
 

Logo em seguida, os perfos do Foster the People subiram ao palco encantando a todos com as músicas que envolvem até quem nunca tenha escutado nada dos caras. A banda passou por todos os seus grandes sucessos, incluindo "Pumped Up Kicks" e "Houdini" que foram embaladas com as coreografias únicas do vocalista, Mark Foster, e seus agudos incríveis. E no fim das contas, eles até entraram no ritmo brasileiro e voltaram ao palco fazendo um lindo “bis” com músicas que simplesmente não dava pra sair de lá sem escutar, como é o caso de "Best Friend". Sobre a proposta de voltar no tempo, eu confesso que qualquer música que eu recomendasse da banda, te faria sentir como se estivesse totalmente de volta aos anos 80 misturados com uma dose de psicodelismo. E aí nessa árdua tarefa de escolher só uma música, optei por essa versão ao vivo (porque merecemos e somos obrigados) de "Waste" que, em minha opinião traduz bem essas influências (até pela roupinha do Mark).

 

E agora começa a segunda parte desse “post combo”. Nossa segunda parada dessa viagem, tem o objetivo de fazer você perceber, através de uma playlist, o quanto nosso mundo da música está super te proporcionando uma volta a diversas épocas ao mesmo tempo. É amigos, e você aí achando que só eu que era uma “bagunçada musical né”? Rá! 

Então vamos iniciar pelo cara que começou a realmente bombar e colocar no topo das paradas essa ideia. Pharrell Williams se juntou ao Daft Punk e criou a amada “Get Lucky” que fez a gente entender e até imaginar nossos pais dançando muito ao som de Bee gees por volta dos anos 70. Até o clipe apresenta uma pegada super antiguinha mesmo. 

 

ps: Vale dar uma conferida também em “Lose yourself to dance” que vem dessa mesma parceria entre Pharrell e Daft Punk. 

Dado esse start nos resta passar agora para uma verdadeira rainha da tendência. Taylor Swift lançou um álbum inteirinho inspirado nos anos 80, o “1989”. E uma das músicas e clipes, lançados até agora, que mais representam essas influências é a Style. 

  

Bruno Mars também não ficou pra trás e também vive demonstrando influências de tempos passados sendo, sem dúvida, o melhor e mais fantástico exemplo, a música e clipe de “Uptown Funk” que tem uma super vibe James Brown (I feel good tananananananan).  

 

Com relação ao meu famoso #ficadica e o tema vintage da semana, super indico o canal do Youtube ScottBradleeLovesYa que pega sucessos atuais e os rearranja de acordo com as mais diversas épocas. Sério é fantástico!

 

O mundo “adolescente” também não ficou de fora disso tudo e deu um jeito de resgatar aquela saudosa época punk rock, do Blink182, através da “Try Hard” do 5 Seconds of Summer, e até uma coisa meio Aerosmith com a “Little Black Dress” One Direction.

 

Aqui no Brasil também temos exemplos. Assim como já comentado no post anterior, Luan Santana apostou nos anos 50 e 60 e lançou a lindíssima “Escreve aí” e um DVD inspirado na época.

  

E para finalizar (é gente até post combo tem seu fim), deixo mais um grande ícone dessa nossa viagem. Meghan Trainor está com o clipe fresquinho de “Dear Future Husband” com o sempre presente estilo vintage fofo da cantora.

 

Então é isso galera, ponto final da nossa viagem! Mas batendo aquela vontade de voltar no tempo de novo, já sabe né, é só ligar o rádio ou conectar no YouTube porque elas estão aí pipocando e bombando nas paradas de sucesso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desejos de Menina: Uma viagem no tempo dentro de músicas atuais © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!