Parte de mim

24 agosto 2015


Tenho te observado, mesmo depois de tanto tempo, ainda busco noticias suas. Tenho tentado entender olhando você, em qual momento eu errei. Quando foi que tudo mudou? Em que momento você decidiu que não era mais eu? Que dia você acordou e decidiu desistir de nós?

Quando foi que as coisas perderam tanto o sentido a ponto de te fazer deixar de sentir? Vivo buscando em gestos e olhares o exato momento em que nós deixamos de ser um do outro, mas não encontro resposta. Não consigo me lembrar, nem no último dia, no dia em que você me disse adeus, de um olhar que não fosse de amor. O seu adeus soou como um "até logo", mas esse logo nunca mais chegou.

O teu olhar era de quem estava deixando a coisa mais importante da vida para trás. Você me disse adeus e logo em seguida "eu sempre vou te amar". E é por isso, que busco o momento em que você resolveu me deixar. Busco te olhar hoje e não te reconhecer mais, mas, você ainda é meu. Você ainda perde o rumo quando eu estou por perto, suas mãos ainda ficam frias e você não consegue evitar de me chamar de amor.

Tenho olhado e vejo que você ainda usa a blusa que eu adoro, o tênis que eu te dei e ainda carrega em você parte de mim. Tenho te visto e percebo em cada olhar seu, que você nunca deixou de ser meu e fico tentando entender, quando é que foi que deixou de ser? Quando é que foi que você me olhou pela última vez sem querer me pedir pra ficar? Fico tentando entender, quando é que as coisas perderam tanto o sentido a ponto de deixar de ser... 

Te olho e lembro de cada momento, como se eles ainda estivessem sendo o melhor tempo de nossas vidas. Então me diz: Quando foi que as coisas perderam tanto o sentido a ponto de te fazer deixar de sentir? Me diz, porque aqui, de onde eu estou, mesmo que por um ângulo ruim, eu ainda vejo em você, parte de mim, a minha melhor parte, a parte que você nunca deixou ir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desejos de Menina: Parte de mim © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!