Estou afim de você

11 setembro 2015


"Ei, sumido!", foi o único jeito que encontrei de te chamar, já não havia mais intimidade para te apelidar e muito menos cara de pau pra te chamar de qualquer coisa além do seu nome e de "sumido". Não vou negar, olho as suas fotos como quem não quer nada, mas vira e mexe, você ainda mexe comigo.

Depois de tanto tempo sem sequer se falar, me deu vontade de te chamar e perguntar como você está e você estava ali, a resposta que eu temia que não viesse veio logo depois que eu apertei enter "Ei, sumida!". Pois é, eu também havia sumido. Vivia escondida atrás das minhas desculpas esfarrapas e do meu medo de tentar de novo, porque eu tenho medo sabe? De tentar e de não conseguir, acho que todo mundo tem, difícil é quem é capaz de admitir.

Mas lá estava eu, sem nenhum lugar para me esconder, sem válvula de escape caso precisasse fugir, era eu na essência. Aquela que você conheceu há tempos atrás e que te surpreendeu tanto quando disse que nem se quer sabia o que te falar. E olha, ainda não sei, mas eu quero falar. Quero falar porque de uns tempos pra cá tenho sentido uma vontade enorme de saber como você está. Quero saber o que você tem feito da vida e se por acaso, ainda tem um espacinho na sua vida pra mim.

Quero conversar por horas e rir da primeira vez que a gente se encontrou, aquela vez, que eu te olhei como se não quisesse nada e que você saiu atrás de mim querendo saber quem era a menina que não estava nem ai pra você. Pois bem, meu bem, pode rir porque eu to aqui e olha, estou aqui pra você, viu? 

Não sei se você tem percebido mas tenho inventado motivos pra falar com você. Descobri que você gosta de rock mas que vai em festa sertaneja. Que assiste "The Walking Dead" mas que sabe de cabeça cada fala de "How I Met Your Mother". Descobri que cada curtida em uma foto minha é um "oi" disfarçado e que você tem me deixado de lado só pra eu te perceber. 

Percebi que mesmo com essa mania de fugir eu estou aqui, escrevendo o que eu não tenho coragem de dizer, esperando que você leia o que tem demorado tanto para entender. Estou aqui e bom, estou afim de você.

6 comentários:

  1. Eu ja passei por essa fase, olhava pra pessoa e dizia como você mudou ta sumido e tal, so com a velha desculpa de falar com a pessoa, tem sentimento, mesmo depois de meses ou até mesmo ano por isso cansei de ficar mandando mensagem e parei agora eu recebo a mensagem de sumida.
    Adorei o texto amore, me identifiquei muito. Beijos
    http://www.atrasdpenteadeira.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei bem como é, estou passando por isso eu acho, estou confusa!! hahaha

      Mas acho que passei bem pro texto o que eu to sentindo.

      Que bom que você se identificou, fico feliz <3

      Beijos

      Excluir
  2. Que texto mais fofolindo! Eu já me senti muito assim, hoje em dia tô mais descansada... Esse lance do "oi disfarçado" é real mesmo, todo mundo faz isso..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que bom que gostou!!! ❤

      Pois é, o "oi disfarçado" é muito real e sempre acontece.

      Beijos!!!!

      Excluir
  3. Tem pessoas que mesmo quando vão embora continuam muito presentes, né? Fica difícil dizer adeus e quem sabe elas sintam o mesmo? Vale o risco, eu diria rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sempre tem gente que vai mas que fica.. É sempre muito difícil dizer adeus e eu creio que na maioria das vezes, quando o sentimento é muito forte a pessoa sente o mesmo sim, eu correria o risco!!

      Beijos

      Excluir

Desejos de Menina: Estou afim de você © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!