Sofri, sorri

03 março 2016


Eu estava aqui sabe? Eu sempre estive, em todos os momentos em que você acreditou que assim como você, eu também já havia ido embora. Mas eu estava aqui, estava de longe observando o que estava acontecendo, estava de olho pra ver se você, meu bem, ainda estava bem.

Estava logo ali, no meio de tantas outras pessoas que passavam em sua vida. Estava nos olhares perdidos que você deu, estava presente em todos os sorrisos frouxos que você dava, quando se dava conta de que aquele sorriso seu não fazia o menor sentido se eu não estivesse ali.

Estive de fora me mantendo por dentro, mesmo sabendo que aquele ainda não era o nosso momento. Talvez, nunca tenha sido, talvez, nunca vai ser, mas a verdade é que eu estive ali, do seu lado mesmo quando você mostrou pro mundo inteiro que já não fazia mais diferença pra você.

Hoje eu estou aqui, to revendo as fotos, relendo as conversas e pela primeira vez em tempos, estou feliz por não ser mais sua. Acordei feliz por finalmente, ter deixado de amar você. Veja bem, não estou dizendo que tudo o que passamos não valeu a pena, apenas que passou e que o meu sorriso está bem melhor sozinho.

Estou feliz por não chorar toda vez que a minha mente decide se lembrar. Estou feliz por sentir que estou preparada para te deixar ir para sempre, para seguir o caminho que escolhemos, separados. Estou feliz porque de uns tempos pra cá, já não sinto mais aquele vazio dentro de mim.

Estive tanto tempo buscando você em todos os olhares que fiquei feliz de ter trombado com alguém que o olhar não era nem um pouco parecido com o seu. Estou aliviada de saber que finalmente, a gente se deixou ir embora para sempre. 

Não vou dizer que uma parte de mim não vai sentir sua falta, claro que vai, mas saudade é assim não é mesmo? Ela vem e passa. Graças a Deus, passa. E por mais incrível que pareça, ela nunca matou ninguém. 

No fim, estou feliz por ter passado por todas as fases até chegar nesse momento, estou feliz por ter chorado pelos cantos, ter bebido mais do que eu aguentava e por ter vivido cada segundo do nosso fim, só assim eu percebi que aquela história de "você não é pra mim", é uma das maiores verdades que você falou. Eu não sou.

Eu estava apenas vivendo a ilusão de que um dia a gente ainda seria, mas não fomos, então, estou feliz,  por mim. Estou feliz porque esqueci hoje o que me pedia tanto para esquecer: você.

2 comentários:

Desejos de Menina: Sofri, sorri © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!