Memórias que ficaram pra trás

23 abril 2016


Eu havia prometido que não falaria mais da gente. Prometi que iria nos lugares que a gente foi e não sentiria saudades de nós e que os nossos aniversários de namoro não me deixariam mais triste, mas eles ainda deixam. Eu ainda não consigo frequentar aquele nosso restaurante favorito sem a lembrança de você. 

Ainda dói lembrar de todos os nossos planos e ver que eles não só passaram, como ficaram no passado. A ferida abre periodicamente uma vez por mês, exatamente no dia que faríamos mais um mês juntos. As fotos foram deletadas das redes sociais, mas ainda existe uma pasta com o seu nome no meu celular, ainda guardo todas as lembranças comigo, intactas para caso um dia você volte. 

Eu sei, você não vai voltar. Eu sei que você está bem agora e que está feliz como está, mas é que eu ainda sinto sua falta sabe? Pode ser que muitos dias eu esteja bem - e realmente estou - mas eu ainda amo você. Veja bem, não estou dizendo que eu gosto de você, eu ainda amo você, só isso. Eu ainda amo a pessoa que eu era com você e ainda amo como a gente era junto, mas eu não gosto mais de você. Eu não gosto da pessoa que você se tornou e certamente hoje em dia eu já não me apaixonaria por você. 

Por falar em você, quando é que foi que você se perdeu? Quando foi o momento exato que as coisas que antes você abominava, passaram a ser normais pra você? Quando foi que você deixou de se importar para viver uma vida que antes você dizia ser sem importância? 

Eu fico aqui, tentando a todo momento entender o motivo de tudo isso, o porque de você ter mudado tanto a ponto de ter me feito deixar de gostar de você, entende? Eu queria apenas entender em que momento foi que você deixou você de lado. 

Tá, eu já não quero mais falar da gente, mas é inevitável, depois de tanto tempo carrego comigo lembranças que não são fáceis de apagar. Fico passando como um filme todos os momentos bons que nós tivemos. Eu fecho os olhos e fico me torturando lembrando de nós, mas eu sei que no fundo, pra você já não importa mais, nem pra mim, mas eu precisava falar da gente.

Eu precisava colocar pra fora o resto de você que ainda existe em mim para poder seguir em frente, porque mesmo me causando danos e dores, deixar você ir é o que me faz seguir, a cada passo que eu dou pra frente, é uma libertação aqui dentro de mim, a cada vez que eu falo de nós, um nó se desata e eu desfaço os laços que ainda sobraram. 

Preciso falar de você porque no fundo, pra eu conseguir seguir em frente, hora ou outra eu preciso olhar pra trás e me lembrar que você já não é mais o meu ponto de paz.

4 comentários:

  1. Oi Pamella, tudo bem? Gostei muito do texto. Amo textos, principalmente de amor, são meus favoritos. Esse ficou maravilhoso. Que bom que ela está conseguindo se libertar do antigo amor que a prendia. Às vezes é preciso seguir em frente, cicatrizar as feridas e começar outras histórias. ♥

    "Hora ou outra eu preciso olhar pra trás e me lembrar que você já não é mais o meu ponto de paz." Amei essa frase.

    Beijos,
    penultimoandar.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raffa, tudo bem?

      Adoro comentários assim como o seu, me deixam muito feliz!!!

      Sim, é sempre bom se libertar e seguir em frente, mesmo que doa um pouquinho essa trajetória, né?

      Obrigada por ler e por um comentário que acrescente tanto pra mim.

      Beijos!

      Excluir
  2. Obrigada por resumir minha vida neste momento com esse texto... ele terminou comigo a 2 meses, mas as vezes essa saudade bate na minha porta, faríamos 1 ano juntos este mês e seu texto se encaixou perfeitamente nesta fase difícil onde eu sinto que superei e na maior parte dos dias eu me sinto perfeitamente bem, mas como você disse eu ainda amo ele, apesar de não gostar mais dele...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É difícil, a gente não quer ouvir mais isso, mas a verdade é que passa, viu? Uma hora essa saudade vai ficando menor e você vai esquecendo.. Vai ficando tudo bem...

      O amor sempre vai existir, por conta dos momentos, mas você aprende a ser feliz sozinha!

      Boa sorte nesse caminho que é longo, doloroso as vezes, mas que trás muitas recompensas também!

      Um beijo.

      Excluir

Desejos de Menina: Memórias que ficaram pra trás © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!