Sessão de terapia

01 abril 2016


Feche os olhos, ela dizia, agora pense em tudo que te aconteceu, pense nas coisas boas da sua vida, pense em você. 

Fechei os olhos e mergulhei num poço de sentimentos que iam muito além do que eu imaginava, fechei os olhos e tive todas as sensações do mundo, queria rir, queria chorar, queria gritas, meu Deus, quanta coisa que eu passei, ein? Quem diria que um dia fosse conseguir pensar em tudo de uma maneira calma, coisa por coisa, olhar de fora toda uma situação em que eu nunca sai de dentro.

Estava mergulhada em meus sentimentos mais profundos e consegui sentir aquela sensação, a mesma do dia em que te conheci, comecei a sentir a paz, a calma, a vontade de ser feliz logo ali, dentro de mim. Senti você sendo esquecido aos poucos, senti cada novo sentimento entrando num lugar que antes era ocupado única e exclusivamente por você.

Fechei os olhos e respirei fundo, a vida tinha mesmo sido boa comigo. Eu havia passado por tanta turbulência que raramente encontrava um momento de paz, mas naquele momento em que fechei os olhos percebi que a paz estava ali, dentro de mim, perdida entre tantos outros sentimentos que eu não sabia o que fazer para me desfazer deles.

Abri os olhos e ela me perguntou: "O que você sentiu?" e eu fiquei ali pensando, havia sentido tantas coisas, mas a junção delas se resumia em uma só palavra que não hesitei para dizer "Paz. Eu senti paz." Suspirei. Que alívio. 

Ela me olhou e logo em seguida disse: "No que está pensando?". Minha resposta certamente foi o que eu esperei dizer por muito tempo: Em como eu estou bem hoje, como as coisas mudaram, como as coisas passaram. Estou pensando em como eu sei ser feliz sozinha, em quanto eu me faço bem, em quanto eu posso ser o melhor pra mim. 

Estou pensando que por mais que em alguns momentos eu queira tudo de volta, ter deixado ir foi uma das melhores decisões da minha vida. Hoje eu sou feliz e tenho paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desejos de Menina: Sessão de terapia © 2009 - 2015 - Todos os Direitos reservados
Volte sempre!